Cirque du Soleil processa Justin Timberlake por plágio em música


Timberlake canta no Country Music Association Awards em NashvilleNOVA YORK (Reuters) – O Cirque du Soleil não está dando cambalhotas com o novo sucesso de Justin Timberlake, "Don't Hold the Wall". A companhia de performances teatrais canadense processou nesta quinta-feira o cantor sob alegações de que a música copia parte de uma composição original do Cirque du Soleil sem permissão. A canção apareceu no álbum "20/20", lançado por Timberlake em 2013, que vendeu dois milhões de cópias. …



Source link

Whoopi Goldberg lança produtos para mulheres à base de maconha



  •  

Whoopi Goldberg mostrou em sua página no Facebook os produtos com THC que está lançando (Foto: Reprodução  / Facebook da atriz)Whoopi Goldberg mostrou em sua página no Facebook os produtos com THC que está lançando (Foto: Reprodução / Facebook da atriz)

Whoopi Goldberg explora o negócio da maconha com uma linha de produtos medicinais para mulheres feitos com a erva. A humorista disse nesta quarta-feira (30) ter se associado a Maya Elisabeth, fundadora da Om Edibles, para fazer produtos desenvolvidos para atenuar as cólicas menstruais com uma marca com o nome “Whoopi & Maya”.

“Tudo isto é inspirado na minha própria experiência de toda uma vida de menstruações difíceis e do fato que a cannabis era, literalmente, a única coisa que me aliviava”, disse Goldberg em um comunicado.

Ela afirmou, ainda, que inicialmente serão vendidos quatro produtos nos centros de distribuição de maconha na Califórnia: um chocolate para beber, um bálsamo, um sabão de banho e infusões que, segundo a empresa, a realiza britânica desfrutou no passado.

“Até a rainha Victoria encontrou alívio uma vez por mês com sua infusão de THC favorita”, diz a página na internet, referindo-se à substância ativa da maconha.

A empresa de Goldberg coincide com um momento em que aumentam as vendas de maconha nos Estados Unidos, principalmente na Califórnia.

Segundo a ArcView Market Research, as vendas de maconha legalizada aumentaram 24% entre 2014 e 2015, atingindo 5,7 bilhões de dólares. Espera-se que em 2016 o mercado mercado cresça para 7,1 bilhões de dólares.

A droga continua sendo ilegal em nível federal no território americano, mas muitos estados, entre eles Colorado, Alasca e Washington, legalizaram seu uso tanto medicinal quanto recreativo.

Neste verão boreal, espera-se que os eleitores da Califórnia decidam pela legalização da maconha para uso recreativo.





Source link

Djavan lança ‘Vidas pra contar’ e celebra 40 anos de carreira no DF



Djavan (Foto: Murillo Meirelles)O cantor Djavan (Foto: Murillo Meirelles/Divulgação)

O cantor Djavan desembarca em Brasília neste sábado (2) para show em comemoração aos 40 anos de carreira e para o lançamento do 23º álbum da carreira, “Vidas pra contar”. O artista sobe ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães às 20h. Os ingressos custam entre R$ 100 e R$ 440.

Durante o espetáculo, o músico apresenta sucessos como “Linha do Equador”, “Amor puro”, “Eu te devoro” e “Outono” e canções do novo disco, que chegou ao mercado no fim do ano passado. O trabalho é marcado por uma série de memórias afetivas, expostas ao longo de 12 composições.

Alagoano, Djavan fala da região de origem em algumas letras de “Vidas pra contar”. No som, há também traços da música nordestina, com elementos de ritmos brasileiros, jazz e samba, que sempre permearam o trabalho de Djavan.

A faixa de abertura, “Vida nordestina”, traz versos como “A vida não é de festa para o povo do sertão / Mas até quem não tem empresta, dá a mão” e “A fé do povo é o que há de seu / Sem ela tudo vai ser pior / Nem roça, nem gado / Existem sem Deus / Mas quando é dia de festa / Todo povo do sertão / Dança para aparar as arestas / Do coração”.

Show do Djavan em Manaus (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Djavan no palco (Foto: Adneison Severiano/G1)

Outro destaque do disco é a música “Dona do horizonte”, escrita em homenagem à mãe do artista. Na letra, Djavan fala da importância dela na formação musical e no surgimento da vontade de cantar.

“Mãe é o nome do amor / Logo cresci, minha mãe ali, dona do horizonte / Me fez ouvir Dalva de Oliveira e Ângela Maria todo dia / Deusas que adorava / Tinha prazer em me levar pra ver Luiz Gonzaga cantar / Não sem deixar de advertir / Pra que eu estudasse sempre mais”, diz um dos trechos.

No show de Brasília, o músico sobe ao palco acompanhado por Carlos Bala (bateria), Jessé Sadoc (trompete, vocal e flugelhorn), Marcelo Mariano (baixo e vocal), Marcelo Martins (flauta, saxofone e vocal), Paulo Calasans (teclados e piano) e João Castilho (guitarras, violões e vocal).

O cantor Djavan, que lança CD e DVD em show em Brasília (Foto: Marcos Hermes/Divulgação)O cantor Djavan (Foto: Marcos Hermes/Divulgação)

A direção do espetáculo é do próprio Djavan. Suzy Martins é a diretora executiva e Suzane Queiroz assina a cenografia e a direção de arte. A iluminação fica a cargo de Binho Schaefer e o figurino é de Roberta Stamato.

“Existe entre nós, eu e os músicos, um código musical que permite voos para todas as direções, e isto é uma coisa que me ajuda muito, uma vez que persigo sempre a diversidade. Eu acho que a diversidade me impõe a estar sempre correndo riscos, e eu preciso disso”, diz o cantor.

Segundo a produção, o cenário é feito a partir do conceito de que “a vida é um grande livro em branco, preenchido aos poucos pelos acontecimentos”. O show começa em um espaço vazio até a abertura do livro no centro do palco. Em seguida as páginas são preenchidas por “luzes coloridas e linhas verticais com escritos em espiral, círculos, grafismos poligonais e Art Nouveau”.

Djavan – “Vidas pra contar”

Local: Auditório Master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães Endereço: Eixo Monumental – Asa Sul, Brasília
Data: sábado (2)
Horário: 20h
Ingressos: poltrona VIP – R$ 440 (inteira) e R$ 220 (meia); poltrona VIP lateral – R$ 360 (inteira) e R$ 180 (meia); especial – R$ 280 (inteira) e R$ 140 (meia); superior – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia)





Source link

Soundcloud lança serviço por assinatura nos moldes do Spotify



Faixa 'Bololo haha', do jovem MC de SP Bin Laden, na seção 'Skrillex selects' no site Soundcloud (Foto: Reprodução / Soundcloud)Plataforma de música Soundcloud é conhecida por acervo underground e independente (Foto: Reprodução/Soundcloud)

A plataforma de música Soundcloud lançou nos Estados Unidos uma versão por assinatura, se aproximando do modelo de serviços como Spotify, Deezer e Tidal. A ideia do Soundcloud Go é juntar faixas e álbuns que já fazem sucesso ao acervo underground do site, um dos principais destinos na internet para descobrir novos artistas.

 

Alex Ljung, CEO do Soundcloud, disse ao site especializado The Verge que a novidade ajuda a integrar o conteúdo que antes aparecia espalhado por vários sites diferentes. “Antes, você teria de usar dois ou três serviços para acessar todas as suas faixas em várias playlists. É bem diferente quando você tem apenas uma playlist com tudo que você quer, seja os álbuns antigos do Drake ou aquela provocação que ele acabou de gravar”.

A assinatura do Soundcloud Go custa US$ 10 mensais e também garante a reprodução offline de músicas, além da ausência de propagandas. A empresa diz que o Soundcloud continua sendo um serviço gratuito, e que os comerciais só serão inclusos nas faixas que pertencem ao Soundcloud Go. É possível ouvir um trecho de 30 segundos de cada uma sem ser assinante.

O Soundcloud Go é o resultado de acordos com grandes gravadoras, como UMG, Sony, Merlin e Warner, após várias batalhas envolvendo direitos autorais. O site é bastante usado por DJs, rappers e artistas independentes para publicar músicas sem custos, e já foi acusado de oferecer conteúdo proprietário sem pagar nenhum tipo de licença.

Famosos também usam bastante o Soundcloud para divulgar prévias, remixes e/ou faixas lado B de seus trabalhos. Um caso recente é o do rapper Kanye West. Antes de finalmente lançar seu novo álbum “The Life of Pablo” no Tidal, ele publicou algumas faixas do disco em seu perfil no Soundcloud.





Source link

Ariana Grande lança clipe sexy de 'Dangerous woman'; assista



Ariana Grande no clipe de 'Dangerous woman' (Foto: Divulgação)Ariana Grande no clipe de ‘Dangerous woman’ (Foto: Divulgação)

A cantora norte-americana Ariana Grande, de 22 anos, lançou um clipe sexy da canção “Dangerous woman”. Com o subtítulo “Visual 1”, ela aparece basicamente vestindo uma lingerie preta e fazendo poses sensuais para a câmera em todo o vídeo. (Clique aqui para assistir)

O clipe é dirigido por The Young Astronauts e produzido por Peter Williams e Jona Ward.

A música “Dangerous woman” está no álbum homônimo, que será lançado no dia 20 de maio. Já foram reveladas as faixas “Be alright”, “Into you”, e “Let me love you (feat Lil Wayne)”.

Ariana Grande fez seu primeiro show no Brasil em outubro de 2015. Ela veio sem banda e com produção simples para 22 mil fãs.





Source link

Em show intimista, Tulipa Ruiz divide palco com pai e irmão em Brasília



Tulipa Ruiz se apresenta em Natal neste domingo (12) (Foto: Rodrigo Shimidt)Tulipa Ruiz se apresenta em Brasília na sexta (1°), no sábado (2) e no domingo (3) (Foto: Rodrigo Shimidt)

A cantora Tulipa Ruiz se apresenta entre sexta e domingo (1º e 3) na Caixa Cultural, em Brasília. Em turnê do terceiro álbum da carreira, “Dancê”, ela sobe ao palco acompanhada de uma banda que inclui o pai dela, Luiz Chagas, na guitarra, e o irmão, Gustavo Luiz, no violão.

Mais intimista, o formato de espetáculo será testado pela primeira vez no DF. O pai da cantora é guitarrista da banda Isca de Polícia, de Itamar Assumpção. O irmão pertence à banda da cantora e também é produtor dos trabalhos dela em estúdio.

“Quando eu morava em São Lourenço [em Minas Gerais], e meu pai era músico do Isca de Polícia e crítico musical em São Paulo, era ele que sempre mandava para mim e para o meu irmão todas as novidades, os novos LPs. E, mesmo hoje, ele continua sendo minha maior fonte musical, meu Google da música, é o cara mais jovem que eu conheço”, diz Tulipa.

“E meu irmão me conhece perfeitamente, ele sabe exatamente quando eu vou gostar ou não de uma música. Esse encontro só pode ser muito prazeroso e musical.”

O repertório do show inclui canções do álbum mais recente, que recebeu o o Grammy Latino de melhor disco contemporâneo em 2015, e também dos discos “Efêmera” e “Tudo Tanto”, trabalhos anteriores dela.

Do primeiro álbum, Tulipa canta músicas como a faixa-título, que fez parte da trilha sonora de um dos games de futebol mais populares do mundo, e também canções como “Pedrinho” e “Sushi”. “É” e “Like this” estão entre as composições do segundo disco. Do trabalho mais recente, “Prumo” e “Físico” estão confirmadas.

A cantora sobe ao palco quatro vezes entre sexta e domingo. No primeiro dia, a apresentação começa às 20h. No sábado são dois shows, às 18h e às 20h; no último dia, o espetáculo começa às 19h.

A meia-entrada custa R$ 10 e a inteira, R$ 20. A bilheteria da Caixa Cultural fica aberta de 9h às 21h, no sábado, e das 13h às 21h nos outros dias da semana.

Tulipa Ruiz – “Dancê”

Local: Caixa Cultural Brasília, Teatro da Caixa
Endereço: SBS Quadra 4 – Edifício anexo à Matriz da Caixa.
Datas: de 1º a 3 (sexta a domingo)
Horários: sexta, às 20h; sábado, às 18h e às 20h; e domingo, às 19h.
Ingressos: R$ 20 (inteira) e 10 (meia)
Bilheteria: De terça a sexta e domingo, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 21h.
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Classificação indicativa: 14 anos
Informações: 3206-6456
 





Source link

ESTREIA–Michael Caine e Harvey Keitel sustentam trama existencial de “A Juventude”


Michael Caine e o diretor Sorrentino durante premiação europeia em BerlimSÃO PAULO (Reuters) – O cineasta italiano Paolo Sorrentino repete, em parte, o estilo elegante de “A Grande Beleza” (Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014) em “A Juventude”, uma produção internacional com elenco idem, falada em inglês e que teve uma indicação ao Oscar de trilha sonora (David Lang). Justiça seja feita: Sorrentino não tem medo da estilização nem do artifício – e nisso ele segue as pegadas de seu mestre assumido, Federico Fellini. Sorrentino não é Fellini, mas tem suas qualidades. …



Source link

Ex-segurança processa Elton John por assédio sexual



Elton John toca seu piano durante sua apresentação no Palco Mundo, no Rock in Rio 2015 (Foto: Fabio Tito/G1)Elton John toca seu piano durante sua apresentação no Palco Mundo, no Rock in Rio 2015 (Foto: Fabio Tito/G1)

Um ex-guarda-costas de Elton John acusou o cantor britânico de assédio sexual no Estado norte-americano da Califórnia, de acordo com documentos de um tribunal.

Os toques indesejados ocorreram em muitas ocasiões ao longo de vários anos desde que Jeffrey Wenninger começou a trabalhar como segurança pessoal do artista em 2002, e aumentaram em frequência e intensidade depois de 2010, de acordo com a acusação.

Representantes do intérprete de “Rocket Man”, que é casado com o produtor David Furnish, classificaram a ação judicial como “infundada”.

Orin Snyder, advogado de Elton Johhn, de 69 anos, disse que a ação foi “apresentada por um ex-segurança ressentido que busca obter um pagamento que não merece. Essas alegações são claramente falsas e contraditas por numerosas declarações anteriores deste querelante”.

Segundo a ação judicial, apresentada na segunda-feira na Suprema Corte de Los Angeles, Wenninger atuou como guarda-costas de Elton John até aproximadamente setembro de 2014.

Em três ocasiões daquele ano, quando estava com o cantor em seu carro no trajeto entre suas casas na região de Los Angeles, o músico colocou a mão nas calças de Wenninger, tentou agarrar seus órgãos genitais e colocou a mão dentro da camisa de Wenninger e torceu seus mamilos, segundo o processo.

A ação pede uma indenização não especificada por distúrbio físico, mental e emocional, além da perda de rendimentos.





Source link