Djavan lança ‘Vidas pra contar’ e celebra 40 anos de carreira no DF



Djavan (Foto: Murillo Meirelles)O cantor Djavan (Foto: Murillo Meirelles/Divulgação)

O cantor Djavan desembarca em Brasília neste sábado (2) para show em comemoração aos 40 anos de carreira e para o lançamento do 23º álbum da carreira, “Vidas pra contar”. O artista sobe ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães às 20h. Os ingressos custam entre R$ 100 e R$ 440.

Durante o espetáculo, o músico apresenta sucessos como “Linha do Equador”, “Amor puro”, “Eu te devoro” e “Outono” e canções do novo disco, que chegou ao mercado no fim do ano passado. O trabalho é marcado por uma série de memórias afetivas, expostas ao longo de 12 composições.

Alagoano, Djavan fala da região de origem em algumas letras de “Vidas pra contar”. No som, há também traços da música nordestina, com elementos de ritmos brasileiros, jazz e samba, que sempre permearam o trabalho de Djavan.

A faixa de abertura, “Vida nordestina”, traz versos como “A vida não é de festa para o povo do sertão / Mas até quem não tem empresta, dá a mão” e “A fé do povo é o que há de seu / Sem ela tudo vai ser pior / Nem roça, nem gado / Existem sem Deus / Mas quando é dia de festa / Todo povo do sertão / Dança para aparar as arestas / Do coração”.

Show do Djavan em Manaus (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Djavan no palco (Foto: Adneison Severiano/G1)

Outro destaque do disco é a música “Dona do horizonte”, escrita em homenagem à mãe do artista. Na letra, Djavan fala da importância dela na formação musical e no surgimento da vontade de cantar.

“Mãe é o nome do amor / Logo cresci, minha mãe ali, dona do horizonte / Me fez ouvir Dalva de Oliveira e Ângela Maria todo dia / Deusas que adorava / Tinha prazer em me levar pra ver Luiz Gonzaga cantar / Não sem deixar de advertir / Pra que eu estudasse sempre mais”, diz um dos trechos.

No show de Brasília, o músico sobe ao palco acompanhado por Carlos Bala (bateria), Jessé Sadoc (trompete, vocal e flugelhorn), Marcelo Mariano (baixo e vocal), Marcelo Martins (flauta, saxofone e vocal), Paulo Calasans (teclados e piano) e João Castilho (guitarras, violões e vocal).

O cantor Djavan, que lança CD e DVD em show em Brasília (Foto: Marcos Hermes/Divulgação)O cantor Djavan (Foto: Marcos Hermes/Divulgação)

A direção do espetáculo é do próprio Djavan. Suzy Martins é a diretora executiva e Suzane Queiroz assina a cenografia e a direção de arte. A iluminação fica a cargo de Binho Schaefer e o figurino é de Roberta Stamato.

“Existe entre nós, eu e os músicos, um código musical que permite voos para todas as direções, e isto é uma coisa que me ajuda muito, uma vez que persigo sempre a diversidade. Eu acho que a diversidade me impõe a estar sempre correndo riscos, e eu preciso disso”, diz o cantor.

Segundo a produção, o cenário é feito a partir do conceito de que “a vida é um grande livro em branco, preenchido aos poucos pelos acontecimentos”. O show começa em um espaço vazio até a abertura do livro no centro do palco. Em seguida as páginas são preenchidas por “luzes coloridas e linhas verticais com escritos em espiral, círculos, grafismos poligonais e Art Nouveau”.

Djavan – “Vidas pra contar”

Local: Auditório Master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães Endereço: Eixo Monumental – Asa Sul, Brasília
Data: sábado (2)
Horário: 20h
Ingressos: poltrona VIP – R$ 440 (inteira) e R$ 220 (meia); poltrona VIP lateral – R$ 360 (inteira) e R$ 180 (meia); especial – R$ 280 (inteira) e R$ 140 (meia); superior – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia)





Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *