Por que o último dia de 2016 terá um segundo a mais?



O Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra (IERS), responsável por manter os padrões de referência de tempo, anunciou que 2016 terá um segundo extra.

>>> Como o mundo se preparou para o segundo adicional em 2015

Chamado de segundo bissexto, ele é adicionado para compensar pequenas mudanças da rotação da Terra. Como a rotação do nosso planeta vai ficando infinitesimalmente mais lenta, os relógios não ficam perfeitamente ajustados. O segundo bissexto é uma tentativa de deixar tudo nos eixos e ter certeza que nossos relógios atômicos ultraprecisos funcionem perfeitamente.

É preciso avisar com bastante antecedência porque, como os sistemas tecnológicos atuais assumem que cada minuto tem 60 segundos, eles podem se confundir com um segundo extra – isso fez alguns sites saírem do ar em 2012. Em 2015, no entanto, estávamos mais preparados.

Claro, é apenas um segundo, e você nem perceberia se a IERS não avisasse. Mas se deixássemos esses segundos pra lá, criaríamos uma bola de neve. A adição dos segundos bissextos começou em 1972 — e naquela época o atraso era tão grande que eles precisaram adicionar 10 segundos de uma vez.

Desde então, a IERS tem os adicionado sempre que preciso para evitar essas mudanças mais radicais. Segundos bissextos foram adicionados outras quatro vezes nos últimos anos — em 2005, 2008, 2012 e 2015. Então, lembre-se, teremos um segundo a mais no último minuto de 2016. [IERS]

Foto por Ahundt/Pixabay



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *