Voz dos boleros, Edith Veiga tem reeditado álbum em que canta Herivelto e Lupicínio




Capa do álbum ‘Pensando em ti’, de Edith Veiga Divulgação Aos 79 anos, completados em fevereiro, a cantora e compositora paulista Edith Veiga esteve em evidência nas décadas de 1960 e 1970, desafiando o reinado da MPB com gravações de boleros e sambas-canção de arquitetura popular, por vezes kitsch. Não por acaso, foi intitulado Pensando em ti o álbum lançado por Edith em 1982 pela extinta gravadora RGE e reeditado em CD neste mês de março de 2018 pelo selo Discobertas. Trata-se do nome de célebre samba-canção de autoria do compositor Herivelto Martins (1912 – 1992) em parceria com David Nasser (1917 – 1980). Sucesso em 1957 na voz do cantor Nelson Gonçalves (1919 – 1998), Pensando em ti ganhou a voz de Edith Veiga neste disco em que a cantora regravou uma então recente canção de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, Na hora da raiva, lançada em 1981 na voz de Wanderléa. Neste álbum Pensando em ti, produzido por Reinaldo Barriga Brito, Edith Veiga também regravou o samba-canção Vingança (Lupicínio Rodrigues, 1951), além de ter apresentado duas músicas de autoria própria, Agora vá e Preciso tanto de você. Aliás e a propósito, Vingança abriu o mais recente álbum da cantora, Edith Veiga canta Lupicínio Rodrigues (2011), lançado há sete anos e inteiramente dedicado ao repertório deste compositor gaúcho que tanto contribuiu para a trilha folhetinesca do samba-canção, gênero musical ideologicamente próximo do bolero e, por isso mesmo, tão presente no repertório de cantoras de aura kitsch identificadas com o romantismo mais popular e passional, caso de Edith Veiga.



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *