Electric Daisy Carnival: Tiësto remixa 'Hello', de Adele, para fãs fantasiados



Abertura do palco principal do Electric Daisy Carnival, nesta serxta-feira (4), em SP; espaço lembra uma catedral e tem as corujas gigantes que são símbolo do festival (Foto: Caio Kenji/G1)Abertura do palco principal do Electric Daisy Carnival, nesta serxta-feira (4), em SP; espaço lembra uma catedral e tem as corujas gigantes que são símbolo do festival (Foto: Caio Kenji/G1)

O palco principal lembra uma catedral – mas com duas corujas gigantes decorando, fogos de artifício e efeitos de luzes intermináveis, dançarinas de pouca roupa, um mestre de cerimônias parecido com o Gandalf de “O senhor dos anéis” e DJs se revezando na função de líderes do culto.

Mas o teor da cerimônia era profano. Como sugere o próprio nome, o Electric Daisy Carnival (EDC) – que nesta sexta-feira (4) abriu sua primeira edição brasileira, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo – assume sem vergonha a vocação de “carnaval de música eletrônica para as massas” diante de fãs fantasiados.

E o astro principal foi o DJ superstar holandês Tiësto, que mostrou ali uma curiosa versão dançante da orginalmente trágica e lenta “Hello”, da Adele.

Clique aqui para a ver a programação completa.

Além dos três palcos (tirando o principal, os demais ficaram vazios e com grandes “clarões”), há brinquedos (dos perigosos kamikaze e chapéu mexicano a uma inofensiva e pouco concorrida roda gigante).

Na área de descanso, é possível relaxar em meio a uma espécie de floresta feita de cogumelos gigantes com cores fluorescentes e árvores cenográficas de copas piscantes. Em algum momento, um grupo de amigos que posava para fotos sob os tais cogumelos achou certo “sensualizar” com o caule.

Num outro espaço, fãs se juntavam para filmar uma pessoa fantasiada (óbvio…) que, de tempos em tempos, surgia em cena munida de bastões para interagir com raios disparados por uma máquina.

Público do Electric Daisy Carnival nesta sexta-feira (4), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo; muitos usaram cocar (Foto: Caio Kenji/G1)Público do Electric Daisy Carnival nesta sexta-feira (4), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo; muitos usaram cocar (Foto: Caio Kenji/G1)

Cocar indígena x descamisados
O público acredita na temática do EDC, investindo em alegorias e adereços, com notável predileção por cocar indígena.

Sem contar os muitos fantasiados de super-heróis, personagens dos Flintstones, Super Mario Bros., piratas, bailarinas e um longo etc. Entre os homens, no entanto, predominou mesmo o visual descamisado e a disposição para se mostrar em dia com a academia.

A assessoria de imprensa do evento informou que havia cerca de 65 mil ingressos à venda e que a expectativa, para estre primeiro dia, era receber 45 mil.

A impressão era de que havia espaço demais para gente de menos. O Electric Daisy Carnival continua neste sábado (5), com shows de Skrillex e Steve Aoki.

O DJ holandês Tiësto toca no primeido dia do Electric Daisy Carnival, no Autódromo de Interlags, em São Paulo (Foto: Caio Kenji/G1)O DJ holandês Tiësto toca no primeido dia do Electric Daisy Carnival, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (Foto: Caio Kenji/G1)

Tiësto tocou ‘Hello’, da Adele
O DJ holandês Tiësto, veterano do trance e do house progressivo, foi “o” nome da abertura do EDC. Tocou já na madrugada de sábado (5), entre 1h32 e 2h59 da manhã, respeitando fielmente a rigorosa programação divulgada.

Sem muito o que provar – no ano passado, ele faturou US$ 28 milhões –, Tiësto acreditou em sua eletrônica calculadamente pesada e acessível. Foi correspondido. Em seu set, incluiu “L’amour toujours”, de Gigi D’Agostino, aquela do “I’ll fly with you”.

Em momento de rara ousadia, tocou “Hello”, atual hit da cantora Adele. Os fãs cantaram os versos com convicção. E depois saíram quicando na hora em que tudo virou remix. Eis, então, que a “sofrência” de Adele serviu de base para um contraditório, mas aprovadíssimo bate-cabelo.

Mas a artista britânica não foi a única “intrusa” no repertório eletrônico. As irmãs gêmeas australianas do duo Nervo fizeram citação de “Smells like teen spirit”, do Nirvana, e de “Praise you”, de Fatboy Slim.

Já o DJ holandês Martin Garrix, que aos 19 anos é considerado estrela ascendente no ramo, lembrou “Pompeii”, do Bastille, e “What do you mean?”, de Justin Bieber. E é possível que o astro pop canadense volte a ser citado neste sábado, já que um de seus parceiros mais próximos da fase atual é Skrillex.

Electric Daisy Carnival
Quando: sábado, 5 de dezembro
Horário: das 18h às 6h. Portões abrem às 17h.
Onde: Autódromo de Interlagos – Avenida Senador Teotônio Vilela, 261 – Interlagos.
Não há estacionamento oficial no local
Capacidade: 65 mil pessoas.
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 18 anos

Programação de sábado (5) no Electric Daisy Carnival

Kinetic Field
18h-19h Marcelo CIC
19h-20h BAGGI
20h-21h Alok
21h-22h Slander
22h-22h54 Steve Aoki
22h54-23h03 Opening Ceremony
23h03-23h59 Kshmir
23h59-0h02 Machine
0h02-1h13 Above & Beyond
1h13-1h17 Digital World
1h17-2h13 Skrillex
2h13-2h17 Cosmic Turning Point
2h17-3h13 Deorro
3h13-3h17 Fantasy Forest
3h17-4h13 R3HAB
4h13-4h17 Rewind Show
4h17-5h13 Knife Party
5h13-5h58 Vintage Culture
5h58-6h Closing Ceremony

NeonGarden
18h-19h Heiken VS Loop
19h-20h Jonas Rathsman
20h-21h Route 94
21h-22h35 Vintage Culture
22h30-23h55 Amine Edge & Dance
0h10-1h10 Dubfire Live
1h20-3h15 Luciano
3h15-4h45 Marc Houle
4h45-6h Renato Ratier

BassPod
18h-19h DJ Cinara
19h-20h DJ King
20h-21h Fallen
21h-22h BTK
22h-23h Crizzly
23h-0h GTA
0h-1h Yellow Claw
1h-2h Kill The Noise
2h-3h Excision
3h-4h Zomboy
4h-5h DJ Marky
5h-6h S.P.Y

Amigos fantasiados de super-heróis posam perto de cogumelos gigantes no primeiro dia do Electric Daisy Festival (Foto: Caio Kenji/G1)Amigos fantasiados de super-heróis posam perto de cogumelos gigantes no primeiro dia do Electric Daisy Festival (Foto: Caio Kenji/G1)
Área de descanso do Electric Daisy Carnival no primeiro dia do evento, em São Paulo, nesta sexta-feira (4) (Foto: Caio Kenji/G1)Área de descanso do Electric Daisy Carnival no primeiro dia do evento, em São Paulo, nesta sexta-feira (4) (Foto: Caio Kenji/G1)
Performer 'interage' com máquina de raios no primeiro dia do Electric Daisy Carnival (Foto: Caio Kenji/G1)Performer ‘interage’ com máquina de raios no primeiro dia do Electric Daisy Carnival (Foto: Caio Kenji/G1)
Árvores cenográficas no Autódromo de Interlagos durante o Electric Daisy Carnival (Foto: Caio Kenji/G1)Árvores cenográficas no Autódromo de Interlagos durante o Electric Daisy Carnival (Foto: Caio Kenji/G1)





Source link

Líder do U2 revela música sobre os atentados de Paris



O líder do grupo irlandês U2, Bono, escreveu uma música sobre os atentados de Paris antes de voltar à capital francesa para se apresentar neste domingo (6) e na segunda-feira.

A banda cancelou dois shows previstos em Paris depois dos atentados extremistas que deixaram 130 mortos em 13 de novembro. Mas decidiu voltar à cidade para oferecer duas apresentações no AccorHotels Arena, uma sala com capacidade para 16 mil pessoas.

“Pensamos na música como um som da liberdade”, declarou o guitarrista The Edge em um entrevista ao canal americano CNN.

“Pensamos que o rock’n’roll tem um papel a desempenhar, então voltar a Paris para nós não é apenas simbólico. Acredito que, na realidade, estamos iniciando o processo de resistência, de desafio contra esse movimento”, declarou, referindo-se ao grupo Estado Islâmico, que reivindicou os atentados de novembro.

Na mesma entrevista, Bono recitou parte da letra de sua nova canção intitulada “Streets of Surrender” (“Ruas de Rendição”), a qual, segundo ele, começou a escrever para o cantor italiano Zucchero, um de seus amigos.

“Cada homem tem uma cidade de liberdade, para mim é Paris, a amo”, diz a canção. “Cada vez que me perco em suas ruas antigas, volto a me encontrar. Não vim aqui combatê-los. Vim a estas ruas de amor e de orgulho me render”.

Eagles of Death Metal
Em um comunicado publicado em seu site oficial, o U2 nega que a banda Eagles of Death Metal – que tocava no Bataclan na noite dos atentados – vá fazer uma participação especial em seus shows na cidade. A revista “Billboard” havia dito que isso poderia acontecer.

“Estamos de volta a Paris e é ótimo estar aqui. Algumas pessoas tem dito que o Eagles of Death Metal irá subir ao palco com o U2 esta noite. Não é o caso. Temos outro convidado surpresa planejado para o show desta noite”, diz o texto postado no domingo.

Os músicos do U2 prestam homenagem aos mortos em atentado ao Bataclan, em Paris, no dia 14 de novembro (Foto: AFP Photo/Franck Fife )Os músicos do U2 prestam homenagem aos mortos em atentado ao Bataclan, em Paris, no dia 14 de novembro (Foto: AFP Photo/Franck Fife )





Source link

Banda Eagles of Death Metal volta a tocar em Paris após atentados


O grupo norte-americano Eagles of Death Metal, que tocava no teatro parisiense Bataclan no momento dos atentados de 13 de novembro, voltaram a atuar nesta segunda-feira na capital francesa, convidados pela banda irlandesa U2.

O gripo Eagles of Death Metal, cuja presença não havia sido confirmada, subiu ao palco no final do show, convidados por Bono Vox, líder do U2.

"Vocês estão bem?", perguntou à plateia Hughes, impecavelmente vestido de branco, antes de começar a cantar a música "People Have The Power" (O povo tem poder, em inglês).

"Obrigada ao U2 por nos dar esta oportunidade", afirmou o cantor, que depois disse: "Te amamos, Paris!".

Desde a semana passada vários veículos indicavam que a banda U2 poderia convidar ao palco os músicos norte-americanos.

"É muito legal que eles tenham voltado tão rápido. É um recado para os terroristas", comentou Marie-Jeanne Miens, que saiu do norte da França para assistir o show.

A apresentação foi organizada sob um forte esquema de segurança, e a casa de shows passou por uma verificação rigorosa.

No show de 13 de novembro, a banda Eagles of Death Metal perdeu seu responsável comercial e três membros de sua gravadora.



Source link

Bateria de Ringo Starr nos Beatles é vendida por US$ 2,2 milhões em leilão



A bateria Ludwig Oyster Black Pearl de 1963 usada por Ringo Starr em gravações dos Beatles e leiloada por US$ 2,2 milhões  (Foto: Reuters/Courtesy of Julien's Auctions/Handout via Reuters)A bateria Ludwig Oyster Black Pearl de 1963 usada por Ringo Starr em gravações dos Beatles e leiloada por US$ 2,2 milhões (Foto: Reuters/Courtesy of Julien's Auctions/Handout via Reuters)

Uma bateria usada por Ringo Starr em gravações de alguns dos primeiros hits dos Beatles foi adquirada por um proprietário de um time da NFL (a liga norte-americana de futebol americano) por US$ 2,2 milhões, de acordo com a casa de leilões dos Estados Unidos que administrou a venda. 

Ringo Starr usou o kit Ludwig Oyster Black Pearl, de três peças, em mais de 200 shows com a banda em 1963 e 1964, bem como na gravação de músicas como “Can’t Buy Me Love”, “She Loves You” e “I Want to Hold Your Hand”. 

A casa de leilões Julien’s confirmou que o dono do time Indianapolis Colts Jim Irsay comprou a bateria, que não era vista em público há mais de 50 anos, em leilão que se encerrou neste sábado (5).

A primeira tiragem do “Álbum Branco” dos Beatles no Reino Unido arrecadou US$ 790 mil, e uma guitarra Rickenbacker dada a Starr por John Lennon acabou arrematada por US$ 910 mil, de acordo com a Julien’s. 

O leilão de três dias em Beverly Hills, na Califórnia, teve mais de 800 itens, incluindo memorabilia da carreira do grupo e bens pessoais, de propriedade de Ringo Starr e de sua esposa, a atriz Barbara Bach.

Ao todo, foram arrecadados cerca de US$ 10 milhões, segundo a casa de leilões. 

 





Source link

Ron Wood, guitarrista do Rolling Stones, espera gêmeos aos 68 anos



O guitarrista dos Rolling Stones Ron Wood, e sua mulher, Sally Humphreys, chegam para assistir à pré-estreia de 'One Direction: This is us', em Londres. (Foto: Jon Furniss/Invision/AP)O guitarrista dos Rolling Stones Ron Wood, e sua mulher, Sally Humphreys, chegam para assistir à pré-estreia de ‘One Direction: This is us’, em Londres. (Foto: Jon Furniss/Invision/AP)

Ron Wood, o guitarrista da banda britânica Rolling Stones, de 68 anos, será pai novamente, desta vez de gêmeos, informou seu porta-voz.

“Sally e Ronnie Wood têm o prazer de anunciar que esperam gêmeos para junho de 2016”, declarou o porta-voz.

“Não é preciso dizer que estão encantados e muito felizes”, acrescentou.

Eles se casaram em 2012. Ronnie Wood já é pai de quatro filhos e tem nove netos, enquanto estes serão os primeiros filhos de sua esposa, Sally Humphreys, uma produtora teatral de 37 anos.





Source link

One Direction domina top 10 de tuítes mais pop do Twitter em 2015



One Direction posa com dois prêmios do Billboard Music Awards 2015 (Foto: Eric Jamison/Invision/AP)One Direction posa com dois prêmios do Billboard Music Awards 2015 (Foto: Eric Jamison/Invision/AP)

O grupo pop One Direction dominou a lista das mensagens mais compartilhadas do Twitter em 2015, segundo retrospectiva publicada pelo microblog neste domingo (6).

O tuíte mais replicado do ano foi o comentário de Harry Styles sobre quando Zayn Malik anunciou que estava de saída do grupo. O texto de março, “Todo meu amor a vocês sempre. H”, foi retuitado 720 mil vezes (Veja aqui).

A segunda e terceira mensagens da lista também são de integrantes da banda. “Orgulho de vocês. O novo single é demais. Amor grande”, escreveu Malik, um orgulhoso ex-One Direction, quando a música “Drag me Down” foi lançada em agosto. Foram 565 mil compartilhamentos (Veja aqui).

A comemoração de Liam Payne ocupa o posto seguinte. “Wowwwww Cinco anos e cinco garotos. Uma jornada incrível que eu nunca poderia agradecer o suficiente a vocês, Louis, Niall, Harry e Zayn, por tudo”, afirmou. Foram 495 mil retuítes dela (Veja aqui).

A primeira mensagem de um usuário que não faz parte do grupo britânico foi a do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sobre a decisão da Suprema Corte que legalizou o casamento gay no país, em junho. “Hoje um grande passo em nossa marcha rumo à igualdade. Casais gays e lésbicos agora tem o direito de poder casar, assim como qualquer um. #LoveWins”, afirmou (Veja aqui).

No quinto lugar, volta One Direction. “O apoio dos nossos tem sido realmente de alta classe. Abraços amorosos para vocês, pessoal”, escreveu Louis Tomlinson, em maio (Veja aqui).

Há outros tuítes na lista: a oração do Rei Salman publicada assim que assumiu o governo da Arábia Saudita, em janeiro (Veja aqui); o comentário auto-ajuda de Kanye West (Veja aqui); e o desejo de feliz aniversário feito por Nial Horan a Liam Payne (One Direction novamente) (Veja aqui).

O top 10 tem ainda a última mensagem de Leonard Nimoy, o Spock de “Star Trek”, antes de morrer: “A vida é como um jardim. Momentos perfeitos podem ser vividos, mas não preservados, exceto na memória” (Veja aqui).

O último tuíte da lista dos mais compartilhados de 2015 é a apresentação ao mundo de Caitlyn Jenner, ex-Bruce Jenner. “Eu estou muito feliz depois de um longo período lutando para viver meu verdadeiro eu. Bem-vinda ao mundo, Caitlyn. Não posso esperar para vocês conhecê-la.” (Veja aqui)





Source link

Cantora Nana Caymmi segue internada no Rio após cirurgia



Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 28/05/2013. Entrevista com a cantora Nana Caymmi, sobre o novo DVD Motivo da internação de Nana Caymmi não foi informado (Foto: Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo/Arquivo)

A cantora Nana Caymmi, de 74 anos, segue internada nesta segunda (7) na Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio, desde o dia 30 de outubro devido a uma úlcera no estômago. Na quarta (2), a cantora passou por uma cirurgia e seu quadro era estável. Segundo a assessoria de Nana, ela passa bem, mas não há previsão de alta médica. 

Ela é filha do compositor, cantor e violonista Dorival Caymmi e da cantora Stella Maris. Nana iniciou sua carreira em 1960 quando gravou a faixa Acalanto, no LP do pai, que compôs a canção de ninar para ela quando era ainda criança.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 RJ ou por Whatsapp e Viber.

 

 





Source link

Internautas acusam Adele de plagiar música curda


A cantora britânica Adele foi acusada de plágio por usuários das redes sociais na Turquia, que asseguram que uma das canções de seu recente álbum é uma cópia de uma composição curda.

Os críticos de Adele dizem que "Million Years Ago", a nona faixa de seu álbum "25", é muito parecida com uma canção de Ahmet Kaya intitulada "Acilara Tutunmak" ("Aferrado à dor"), gravada em 1985 enquanto estava exilado na França.

A esposa de Kaya, Gulten Kaya, opinou que é pouco provável que uma estrela do porte de Adele tenha feito tal coisa.

"No entanto, se o fez de propósito, então é um roubo", declarou ao jornal turco Posta.



Source link

Taylor Swift e Ed Sheeran disputam Grammy de canção do ano



  •  

Taylor Swift e Ed Sheeran disputam Grammy de canção do ano (Foto: Reprodução/Twitter)Taylor Swift e Ed Sheeran disputam Grammy de canção do ano (Foto: Reprodução/Twitter)

Taylor Swift e Ed Sheeran são alguns dos concorrentes ao prêmio de melhor canção do ano no 58º Grammy Awards. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (7) no Twitter oficial da premiação. A cerimônia está marcada para 15 de fevereiro.

Swift disputa por “Blank Space”; Sheeran é indicado pelo hit “Thinking out loud”; Kendrick Lamar por “Alright”; Wiz Khalifa por “See you again”; e Litte Big Town por “Girl crush”. Kendrick Lamar, aliás, é o favorito ao Grammy, com 11 indicações em nove categorias, enquanto the Weeknd disputa sete categorias, e Alabama Shakes quatro.

Gilberto Gil fecha os olhos tocando ao lado de Caetano Velos no 1º do shows no Citibank Hall SP, na Zona Sul de São Paulo, na noite de quinta-feira (20). A turnê batizada de 'Dois Amigos, Um Século de Música' celebra os 50 anos de carreira de cada um (Foto: Marcelo Brandt/G1)Gilberto Gil  (Foto: Marcelo Brandt/G1)

O brasileiro Gilberto Gil foi indicado na categoria de melhor álbum de World Music pelo disco “Gilbertos Samba ao Vivo”.

Veja aqui a lista completa dos indicados. São 83 categorias.

Os indicados na categoria de melhor álbum são Kendrick Lamar por “To Pimp a Butterfly”; Taylor Swift por “1989”; Alabama Shakes por “Sound & Color”; Chris Stapleton por “Traveller”, e the Weeknd por “Beauty Behind the Madness”. Na categoria de artista revelação, concorrem Courtney Barnett, James Bay, Sam Hunt, Tori Kelly, e Meghan Trainor.

Veja os indicados das principais categorias:

Melhor show pop solo
Kelly Clarkson
Ellie Goulding
Ed Sheeran
Taylor Swift
The Weeknd

Melhor show de grupo pop
Florence + The Machine
Maroon 5
Mark Ronson Featuring Bruno Mars
Taylor Swift Featuring Kendrick Lamar
Wiz Khalifa Featuring Charlie Puth

Melhor álbum de eletrônica
“Our Love”, de Caribou
“Born In The Echoes”, de The Chemical Brothers
“Caracal”, de Disclosure
“In Colour”, de Jamie XX
“Skrillex And Diplo Present Jack Ü”, de Skrillex And Diplo

Melhor álbum de rock
“Chaos And The Calm”, de James Bay
“Kintsugi”, de Death Cab For Cutie
“Mister Asylum”, de Highly Suspect
“Drones”, de Muse
“The Gray Chapter”, de Slipknot

Melhor canção de rock
“Don’t Wanna Fight”, de Alabama Shakes
“Ex’s & Oh’s”, de Elle King
“Hold Back The River”, de James Bay
“Lydia”, de Highly Suspect
“What Kind Of Man”, de Florence + The Machine

Melhor álbum de música alternativa
“Sound & Color”, de Alabama Shakes
“Vulnicura”, de Björk
“The Waterfall”, de My Morning Jacket
“Currents”, de Tame Impala
“Star Wars”, de Wilco

Melhor show de metal
August Burns Red
Ghost
Lamb Of God
Sevendust
Slipknot

Melhor show de rock
August Burns Red
Ghost
Lamb Of God
Sevendust
Slipknot

Melhor álbum world music
“Gilbertos Samba Ao Vivo”, de Gilberto Gil
“Sings”, de Angelique Kidjo
“Music From Inala”, de Ladysmith Black Mambazo With Ella Spira & The Inala Ensemble
“Home”, de Anoushka Shankar
“I Have No Everything Here”, de Zomba Prison Project





Source link

Taylor Swift e Kendrick Lamar lideram indicações ao Grammy


A estrela pop americana Taylor Swift e o rapper Kendrick Lamar lideraram nesta segunda-feira as indicações aos prêmios Grammy, que serão entregues em 15 de fevereiro em Los Angeles.

Taylor Swift foi indicada a três das quatro principais categorias do Grammy Awards, enquanto Kendrick Lamar lidera com 11 indicações, entre elas a de Melhor Canção com "Alright" e Melhor Álbum por "To Pimp a Butterfly".

Swift disputa o prêmio de Melhor Canção do ano com "Blank Space" e Melhor Álbum por "1989", além de Gravação do Ano, na 58ª edição dos prêmios da indústria da música americana.

Entre os indicados, também ganha destaque o inglês Ed Sheeran por seu single "Thinking Out Loud", aspirante a Melhor Música e a Melhor Gravação do Ano.

Enquanto Swift, de 25 anos e que migrou da música country ao pop com um sucesso espetacular, já ganhou sete prêmios Grammy, Kendrick Lamar possui apenas duas estatuetas.

Antes do lançamento em 20 de novembro do álbum "25" da cantora britânica Adele, "1989", lançado em 2014, foi o álbum mais vendido em todo o mundo este ano.

A canção "Space Blank" é o segundo vídeo mais assistido na história do YouTube, atrás de "Gangnam Style" do coreano Psy, com mais de 1,3 bilhão de cliques até hoje.

Os demais indicados na categoria de Melhor Álbum são Alabama Shakes por "Sound & Color", Chris Stapleton por "Traveller", e the Weeknd por "Beauty Behind the Madness".

Dois brasileiros também aparecem na disputa, Gilberto Gil, indicado na categoria World Music com com "Gilbertos Samba Ao Vivo", e Eliane Elias, indicada na categoria Latin Jazz.

Já os latino-americanos Ricky Martin, Alejandro Sanz e Julieta Venegas foram indicados ao prêmio de Melhor álbum pop latino, junto com o espanhol Pablo Alborán e o cubano Alex Cuba.

Os organizadores anunciaram ainda que o músico Lionel Richie será homenageado como "Personalidade do Ano", prêmio dado a um artista pela sua contribuição ao longo da história para a música.

Os Grammys são atribuídos desde 1959 pela Academia Nacional de Artes e Ciências da Gravação dos Estados Unidos. Atualmente há 83 categorias de premiação.

Entre as indicações reveladas nesta segunda-feira, destaca-se a da cantora de rock alternativo australiana Courtney Barnett, que disputa o Grammy de Melhor Artista Revelação.

Os demais indicados nesta categoria são os britânicos James Bay e Meghan Trainor e os americanos Tori Kelly e Sam Hunt.



Source link