Os últimos dias de Prince



Cantor Prince canta em edição do 'American Idol' em 2006 (Foto: REUTERS/Chris Pizzello/Files)Cantor Prince canta em edição do ‘American Idol’ em 2006 (Foto: REUTERS/Chris Pizzello/Files)

O cantor Prince, encontrado morto aos 57 anos nesta quinta-feira (21), fez sua última apresentação no sábado (16).

Antes disso, chegou a cancelar um show em Atlanta, na Georgia, dizendo estar gripado. Após a apresentação remarcada, foi hospitalizado às pressas. Veja abaixo como foram os últimos 15 dias do cantor.

7 de abril
Prince reagenda os dois shows do disco “Piano & A Microphone” que faria nesse dia em Atlanta, na Georgia. O cantor argumentou motivos de saúde para não realizar as apresentações no Fox Theatre, mas disse não ser um problema grave: era gripe.

 

14 de abril
Os shows reagendados ficaram para as 19h e 22h. Durante uma hora e vinte minutos, o cantor apresentou a música do álbum “HITnRun Phase II”, acompanhado apenas do piano, em um palco iluminado por velas. Ao fundo, a projeção de um vídeo mostrava turbilhões de caleidoscópios.

“Sua voz frequentemente mudava de um rosnado de Blues para um falsete enquanto o voc al, ora cantado, ora falado, carregava de uma intimidade a já emotiva ‘Nothing Compares 2 U’”, escreveu a crítica musical Melissa Ruggieri, do periódico local “Atlanta Journal Constitution”.

15 de abril
Depois do show, Prince embarcou em seu jatinho, mas que teve de fazer um pouso de emergência em Molline, no estado de Illinois, porque o cantor precisava de cuidados médicos. O pouco não agendado de emergência ocorreu por volta da 1h30.

O cantor foi transportado às pressas de ambulância para um hospital local, segundo o site TMZ. Uma assessora do cantor disse à publicação que Prince “queria fazer o show de quinta em Atlanta, mesmo que ele não estivesse se sentindo bem”.

O cantor havia sido liberado no fim da manhã. “Eu estou transformado”, escreveu em sua conta de Twitter, por volta das 12h30. Naquele mesmo dia, ele já havia voltado para sua casa em Minnesota.

16 de abril
Voltou a Atlanta para um show dançante ao lado da DJ Pam The Funkstress. Durante a apresentação em Paisley Park, disse aos fãs que estava bem. “Boa música. Boa dança e amor na pista”, comentou no Twitter uma pessoa que viu o Show. “Eu ouvi a DJ do Prince e me permita dizer que adorei o estilo dela. Ela sabe como fazer uma festa”, completou.

17 de abril
Nesse dia, Prince já estava de volta a Chanhassen, Minnesota, onde fica sua casa e estúdio.

21 de abril
Foi encontrado morto em sua casa.





Source link

Prince: veja vídeos da trajetória do cantor



 

O cantor Prince foi encontrado morto nesta quinta-feira (21), aos 57 anos. O corpo dele foi achado em sua casa, no estado norte-americano de Minnesota. A causa da morte ainda não foi informada.

Prince foi para o hospital em estado de emergência em 15 de abril. O jatinho particular dele teve de fazer um pouso de emergência em Illinois. No dia seguinte, no entanto, ele garantiu aos fãs que estava bem durante um show.

Prince tornou-se um fenômeno mundial nos anos 1980, fundamentalmente com “Purple Rain” (1984), frequentemente considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos.

Nascido como Prince Rogers Nelson, o cantor e compositor mudou, nos anos 1990, seu nome para um impronunciável “símbolo de amor”, e escreveu a palavra “escravo” em sua bochecha, para protestar contra as condições contratuais do selo Warner.

Relembre, abaixo, a carreira do cantor em vídeos:

 A notícia da morte

 Prince ao completar 55 anos

 25 anos do sucesso ‘Purple Rain’

 Primeira edição do Rock in Rio, que teve show de Prince, completa 30 anos





Source link

Prince morre aos 57 anos



O cantor Prince morreu aos 57 anos. O corpo dele foi encontrado em sua casa, no estado  norte-americano de Minnesota, nesta quinta-feira (21). A causa da morte ainda não foi informada.

Inicialmente, a polícia apenas noticiou ter encontrado um corpo na casa e estúdio do cantor, mas não havia confirmado que se tratava do cantor. A morte só foi confirmada posteriormente por um assessor do artista à agência de notícias Associated Press.

 

Prince foi para o hospital em estado de emergência em 15 de abril. Por causa disso, o jatinho particular dele teve de fazer um pouso de emergência em Illinois. No dia seguinte, ele garantiu aos fãs que estava bem durante um show.

Ícone pop
Prince tornou-se um fenômeno mundial nos anos 1980, fundamentalmente com “Purple Rain” (1984), frequentemente considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos.

Nascido como Prince Rogers Nelson, o cantor e compositor mudou, nos anos 1990, seu nome para um impronunciável “símbolo de amor”, e escreveu a palavra “escravo” em sua bochecha, para protestar contra as condições contratuais do selo Warner.

Foi um artista prolífico, e abraçou o streaming, considerando que a tecnologia on-line lhe dará maior liberdade artística. Prince fez recentemente shows em Paisley Park e Austrália, onde se apresentou somente com um piano, afirmando que desejava um novo desafio artístico.

O cantor se casou duas vezes. A primeira com a dançaria Mayte Garcia, de que se separou em 2000, e a segunda com Manuela Testolini, de que se apartou em 2006.

Briga contra streaming
Em julho de 2015, Prince solicitou a retirada de seu catálogos de música de várias plataformas na internet, exceto o Tidal, gerenciado po Jay Z.

“Se isso é o que se sente com a liberdade, ‘HitNRun’ é como soa (a liberdade)”, comentou no comunicado enviado este fim de semana à imprensa, no qual informou ainda que levou 90 dias para fazer “HitNRun”, o 34º disco de estúdio de sua carreira.

Este álbum “em liberdade” chegará depois de, após anos de desencontros com as gravadoras tradicionais, parecesse ter chegado a um novo entendimento com elas quando em 2014 lançou dois álbuns pela Warner Music, “Plectrumelectrum”, junto com o grupo feminino de rock 3rd EyeGirl, e “Art Official Age”.

Cantor Prince em foto de arquivo de 2014 (Foto: REUTERS/Jean-Paul Pelissier/Files)Cantor Prince em foto de arquivo de 2014 (Foto: REUTERS/Jean-Paul Pelissier/Files)
Combinação de fotos de arquivo tiradas em novembro de 2015 mostra o músico Prince durante o American Music Awards no Microsoft Theater, em Los Angeles, nos EUA  (Foto:  Kevin Winter/Getty Images/AFP)Combinação de fotos de arquivo tiradas em novembro de 2015 mostra o músico Prince durante o American Music Awards no Microsoft Theater, em Los Angeles, nos EUA (Foto: Kevin Winter/Getty Images/AFP)
Cantor Prince canta em edição do 'American Idol' em 2006 (Foto: REUTERS/Chris Pizzello/Files)Cantor Prince canta em edição do 'American Idol' em 2006 (Foto: REUTERS/Chris Pizzello/Files)
O cantor e músico americano Prince canta no estádio Stade de France, em Saint- Denis, nos arredores de Paris, na França, em junho de 2011 (Foto: Bertrand Guay/AFP/Arquivo)O cantor e músico americano Prince canta no estádio Stade de France, em Saint- Denis, nos arredores de Paris, na França, em junho de 2011 (Foto: Bertrand Guay/AFP/Arquivo)





Source link

Semana do Choro em Curitiba tem apresentações gratuitas, no Paraná



O músico Pixinguinha (Foto: Acervo/Instituto Moreira Salles)Dia Nacional do Choro é comemorado no dia do
nascimento do músico Pixinguinha (Foto: Acervo/
Instituto Moreira Salles)

Há mais de uma década, o Clube do Choro de Curitiba, no Paraná, realiza uma semana de eventos em comemoração ao Dia Nacional do Choro.

A data é celebrada em 23 de abril, dia de nascimento de Pixinguinha, maior compositor do gênero.

Em Curitiba, a programação teve início na quarta-feira (20), com apresentações gratuitas, e segue até domingo (24).

Confira abaixo a programação da Semana do Choro em Curitiba:

– 21/04, quinta-feira, às 17h
Evento: Roda de Choro
Local: Brasileirinho Bar
Endereço: Rua Mateus Leme, 67 – São Francisco
Entrada: gratuita
Mais informações: (41) 3779-5979

– 21/04, quinta-feira, às 19h30
Evento: “Tem Choro no Menu” com Os Balangandãs
Local: Carmina Bistrô
Endereço: Rua Conselheiro Carrão, 336 – Juvevê
Entrada: R$ 18
Mais informações: (41) 3095-9222

– 22/04, sexta-feira, às 19h
Evento: Roda de Choro com Diego Coelho, Renan Bragatto, Otto Lenon, Jonas Lopes e convidados
Local: Bar Fidel
Endereço: Rua Jaime Reis, 320 – São Francisco
Entrada: gratuita
Mais informações: 3089-3220

– 23/04, sábado, às 9h
Evento: Dia Nacional do Choro – Grande Roda de Choro
Local: Boca Maldita
Entrada: gratuita

– 23/04, sábado, às 12h
Evento: Orquestra à Base de Sopro toca Pixinguinha
Local: Conservatório de MPB de Curitiba
Endereço: Rua Mateus Leme, 66 – São Francisco
Entrada: gratuita

– 23/04, às 16h
Evento: Grupo Folha Solta em homenagem ao Dia do Choro
Local: Sala de Atos – Sesc Paço da Liberdade, 189 – Praça Generoso Marques
Entrada: R$ 10 (comerciários) e R$ 20 (não comerciários)

– 23/04, sábado, às 19h
Evento: “Choro e seus Chorões” com o Conjunto Choro e Seresta e convidados
Local: Cia dos Palhaços
Endereço: Alameda Princesa Izabel, 465 – São Francisco
Outras informações: (41) 3077-5009
Entrada: R$ 5

– 24/04, domingo, às 11h
Evento: tradicional apresentação do Conjunto Choro e Seresta
Local: Feira do Largo da Ordem
Endereço: Rua Kellers, s/n – São Francisco
Entrada: gratuita

– 24/04, domingo, às 12h30
Evento: roda de Choro
Local: Bar Tragos
Endereço: Rua Trajano Reis, 21 – São Francisco
Contato: (41)3232-2231
Entrada: gratuita





Source link

Rihanna supera Beatles em ranking de hits de todos os tempos



Rihanna toca no Palco Mundo neste sábado (26) (Foto: Luciano Oliveira/G1)Rihanna toca no Palco Mundo neste sábado (26) (Foto: Luciano Oliveira/G1)

A estrela do pop Rihanna ultrapassou os Beatles como a artista que liderou a lista de singles nos Estados Unidos pelo segundo período mais longo.

“Work”, canção de Rihanna que conta com a participação do rapper Drake e é a primeira faixa do seu álbum mais recente, “Anti”, completou nove semanas no topo do ranking musical de singles da Billboard.

A revista “Billboard”, que publica o ranking semanal desde 1958, confirmou na quarta-feira (20) que a cantora nascida em Barbados acumulou no total 60 semanas em primeiro lugar, uma a mais que os Beatles.

No entanto, Rihanna ainda está longe do primeiro posto, ocupado pela cantora pop Mariah Carey, que reinou por 79 semanas no total.

O hit de Carey “My Sweet Day”, uma balada de 1995 gravada com Boyz II Men e inspirada na epidemia de Aids, chegou a ficar 16 semanas no topo da lista.





Source link

Brasília faz 56 anos com festa de R$ 767,5 mil e shows na Torre de TV



Nação Zumbi faz show no Dragão do Mar (Foto: Nação Zumbi/Divulgação)A banda Nação Zumbi, que fecha a noite da festa de aniversário de Brasília (Foto: Nação Zumbi/Divulgação)

Brasília comemora 56 anos nesta quinta-feira (21) com shows de Nação Zumbi, Plebe Rude, Scalene e Móveis Coloniais de Acaju na Torre de TV. O evento contará com uma festa, que vai custar R$ 767,5 mil, segundo a Secretaria de Cultura. A celebração inclui mostras de arte e a apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional no Teatro Sesc do Gama (veja programação completa).

As festas deste ano vão custar um pouco mais do que a do ano passado, quando o governo do Distrito Federal investiu R$ 650 mil em 57 eventos, entre programas pagos e gratuitos. Em 2014, foram gastos R$ 12,6 milhões na programação cultural, que teve a Bienal do Livro e da Leitura e shows de 132 artistas, como Paralamas do Sucesso, Thiaguinho e a Nação Zumbi.

Música
A programação musical do aniversário de Brasília vai até dia 22 de abril. O primeiro dia de festa tem início às 17h, com show de blues do Taryn Quarteto, do Rio de Janeiro. Depois sobe ao palco do gramado da Torre de TV as banda Scalene, às 18h.

Os principais nomes da noite fazem shows às 19h e às 20h20, respectivamente. A primeira banda a subir no palco é a Plebe Rude, um dos mais importantes nomes da música criados no DF. Quem encerra a festa são os pernambucanos da Nação Zumbi.

No dia 22, a festa começa às 18h. O premiado guitarrista Pedro Martins é o primeiro a se apresentar. Em seguida, o público assiste aos shows de Zé Mulato & Cassiano, às 19h20; Renato Mattos, às 20h20; Dillo D’Araújo, às 21h20, e Móveis Coloniais de Acaju, às 22h20.

“São alguns exemplos da boa música e da boa arte que se faz por aqui. Quisemos valorizar a cena local, como já aconteceu anteriormente”, disse o secretário de Cultura, Guilherme Reis, no dia do anúncio das bandas.

Plebe Rude, que se apresenta neste domingo na Torre de TV, em Brasília (Foto: Dhyana Mai/Divulgação)A banda Plebe Rude, atração na festa do aniversário de Brasília (Foto: Dhyana Mai/Divulgação)

Mostras
Pelo cronograma da secretaria, as festividades tiveram início no dia 5 de abril, com a abertura da mostra da artista franco-brasileira Marianne Peretti no Museu Nacional Honestino Guimarães. Ela trouxe para a cidade material produzido ao longo de 60 anos, entre vitrais a esculturas concebidas no ateliê que mantém em Olinda.

Marianne Peretti tem uma importante contribuição para a arquitetura e artas plásticas (Foto: Divulgação)A artista Marianne Peretti (Foto: Divulgação)

O Museu Nacional também oferece a mostra “Forma e arte da cidade”, de Rodrigo Rosa. O programa em cartaz desde o dia 7 reúne desenhos inéditos e obras vencedoras do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça, da Funarte.

No dia 19 de abril entrou em cartaz a mostra “Hiperfoto”, do artistas francês Jean François Rauzier, com 31 imagens de paisagens, da arquitetura, dos moradores e de ambientes diversos de Brasília. As fotos oferecem ao espectador “múltiplas maneiras de ver” as figuras.

Uma das exposições que fazem parte do aniversário de Brasília é o “1º Salão Mestre D’Armas”, mostra de arte contemporânea que acontece entre 24 de abril e 24 de junho, no Museu Histórico e Artístico de Planaltina. O público pode conferir obras de escultura, pintura, fotografia, videoarte e instalação de 20 artistas do DF.

Outro programa especial é a exposição de fotos “Armadilhas indígenas”, que foi aberta no Dia do Índio, em 19 de abril, no Memorial dos Povos Indígenas. A mostra tem curadoria do artista plástico Bené Fonteles. O lançamento teve participação do grupo Descendance, formado por aborígenes australianos.

Atores do filme Xingu. Produção é assinada pela O2 de Fernando Meirelles e Andréa Barata Ribeiro (Foto: Divulgação)Atores do filme Xingu (Foto: Divulgação)

No dia 18, o Cine Brasília teve a exibição do filme “Xingu”, em sessões às 10h, para escolas, e às 19h, para o público em geral. Haverá workshop de pintura corporal e artesanato até o dia 29 de abril, na área externa do memorial.

O Museu Vivo da Memória Candanga realiza de 20 a 22 de abril a mostra de Delei e Paulino Aversa. O evento expõe obras de diferentes fases de criação, com diferentes formatos e técnicas dos dois artistas do DF. Os trabalhos são feitos a partir de vivências e visões deles sobre a cidade de Brasília.

No mesmo dia, entraram em cartaz a exposição “Zezé – Obras raras”, da artista pioneira do DF Maria José Costa Souza, e a Mostra de Cinema Feminino de Brasília, com filmes sobre a aruação da mulher na capital.

Custo para o GDF
Segundo o secretário de Cultura, Guilherme Reis, o valor da festa deste ano ainda pode cair  um pouco, dependendo do fechamento dos valores do pregão para gastos com estrutura.

“Achamos que a festa é coerente com o momento, com a política da Secretaria de Cultura, a valorização da cultura local e também de nomes nacionais, investindo e estimulando o conhecimento dos valores e da diversidade cultural do Brasil.”

A festa será custeada com o orçamento da própria pasta – o valor inclui verbas previstas para o Carnaval que não foram usadas. A iniciativa privada participa das comemorações incentivando as exposições de arte.





Source link

Afastados policiais argentinos por cumplicidade em festa que terminou com 5 mortos


Policiais do serviço da guarda costeira, em Buenos Aires, no dia 16 de abril de 2016Seis policiais do serviço da guarda costeira argentina foram afastados de seus cargos, nesta quarta-feira, por suspeitas de cumplicidade com os seguranças particulares da festa eletrônica de Buenos Aires em que cinco jovens morreram depois de consumir pílulas adulteradas com substâncias tóxicas.



Source link

Filtro de Bob Marley do Snapchat causa repercussão negativa nas redes sociais



NOVA YORK (Reuters) – Um novo filtro do aplicativo Snapchat que permite que usuários se pareçam com o falecido cantor de reggae Bob Marley disparou uma repercussão nas redes sociais nesta quarta-feira, com muitos usuários do Twitter considerando a função racialmente insensível. O filtro, que permite aos usuários se fotografar com dreads e uma “blackface” – imitação pejorativa de feições de pessoas negras – digital, foi lançado em 20 de abril, um feriado da contracultura que celebra a cannabis. O Snapchat disse que o filtro foi criado em conjunto com o espólio de Bob Marley. …



Source link