Taylor Swift diz que avisou Kanye West sobre música 'misógina'



Taylor Swift entrega prêmio para Kanye West no MTV Video Music Awards (Foto: Matt Sayles/Invision/AP)Taylor Swift entrega prêmio para Kanye West no MTV Video Music Awards (Foto: Matt Sayles/Invision/AP)

Taylor Swift ficou tão chocada quanto seus fãs ao ouvir a música “Famous”, do novo álbum de Kanye West, “The Life of Pablo”. Na faixa, o rapper chama a cantora de “vadia” e diz: “Eu sinto como se eu e Taylor ainda pudéssemos fazer sexo / Porque eu fiz essa vadia ficar famosa”.

“Kanye não ligou para pedir aprovação, mas para pedir que Taylor divulgasse seu single ‘Famous’ em sua conta no Twitter. Ela se recusou e advertiu-o sobre o lançamento de uma música com uma forte mensagem misógina. Taylor não teve conhecimento da letra atual, ‘fiz essa vadia ficar famosa'”, afirmou uma porta-voz da cantora à “People”.

Noticiou-se anteriormente que o rapper entrou em contato diretamente com Taylor Swift, “no mês passado”, e ela teria dito que entendeu a piada e permitiu o lançamento da música com a letra. A cantora, no entanto, nega.

Em 2009, Kanye West interrompeu o discurso de Taylor Swift no Video Music Awards, premiação da MTV, e disse que ela não merecia o prêmio de melhor clipe feminino. Na cerimônia do Grammy Awards do ano passado, os dois fizeram as pazes.

Quatro títulos, um disco
Kanye West lançou na noite desta quinta (11) o disco “The Life of Pablo”, seu nono álbum de estúdio. O álbum tem dez faixas.

Antes mesmo de ser lançado, o disco já causou polêmica apenas pela escolha do nome. West anunciou outros três nomes para o álbum. Escolheu primeiro “So Help me God”. Voltou atrás e optou por “Swish”.

Ao anunciar ter mudado de ideia novamente e selecionar “Waves”, comprou briga com o também rapper Wiz Khalifa, que o acusou de plagiar o nome do movimento criado por Max B.

'The Life of Pablo', disco de Kanye West (Foto: Divulgação/Kanye West)‘The Life of Pablo’, disco de Kanye West (Foto: Divulgação/Kanye West)





Source link

Monarco, Macalé e Leci fazem festa por 'século do samba' no CCBB do DF



Processo criativo do músico Jards Macalé é foco do filme (Foto: Pedro Cunha / G1)O músico Jards Macalé (Foto: Pedro Cunha/G1)

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília celebra “um século de samba” com shows de grandes nomes do gênero entre sexta e segunda (12 e 15). No palco, artistas como Monarco, Leci Brandão e Jards Macalé. Os ingressos custam R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira).

Nesta sexta, o tema da festa é “Samba de breque e outras bossas”, com Macalé e Pedro Luís. A apresentação tem início às 21h.

Prettos e João Martins mostram o “Samba novo” no sábado (13), também às 21h. Membro da Velha Guarda da escola de samba Portela, o músico Monarca é o principal nome do programa “Terreiro e Carnaval”. Ele e Nei Lopes se apresentam no domingo (14), às 20h.

A série termina na segunda-feira (15), às 20h, com shows de Leci Brandão e Tantinho da Mangueira. Eles cantam temas de “Partido-alto, samba de fato”.

Pedro Luis (Foto: Ricardo Gomes/Divulgação)Pedro Luis (Foto: Ricardo Gomes/Divulgação)

A programação tem também a participação de instrumentistas como os percussionistas Claudio Brito, Paulino Dias e Thiago da Serrinha, o flautista Dirceu Leite e o cavaquinista Alceu Maia.

“Um século de samba” acontece em sedes do CCBB em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. A comemoração marca os 100 anos desde a gravação de “Pelo telefone”, de Donga e Mauro de Almeida, música conhecida como o primeiro registro em disco do gênero.

A partir de 1916, o samba começa a ganhar ramificações, com a criação do “samba do Estácio” e do “samba-choro” – do qual derivaram o samba-de-breque, o samba-sincopado e o samba-canção. Na primeira metade do século passado, aparecem o partido-alto, com seus versos improvisados, o samba de terreiro, o samba-enredo, trilha sonora dos desfiles das escolas de samba, e o samba carnavalesco, cantado e dançado no bailes de Momo.

Leci brandão  (Foto: Bruno Campos/PCR)A cantora Leci brandão (Foto: Bruno Campos/PCR)

O samba é descendente do lundu e do batuque e primo do jongo. O gênero tem origem nas casas das “tias” baianas da Praça Onze, no centro do Rio, “em meio à Pequena África”, que no início do século XX se estendia da Pedra do Sal à Cidade Nova, “entre umbigadas e pernadas de capoeira, marcado no pandeiro, prato-e-faca e na palma da mão”.

Do Rio de Janeiro para o resto do país, o gênero ganhou sotaques e elementos novos em cada ponto onde ficou conhecido. O mesmo ocorreu quando se misturou o ritmo com outros estilos, como reggae, rock e balanço.

O sambista Monarca, atração do projeto O sambista Monarco (Foto: Gilson Mendes/Divulgação)

A série do CCBB apresenta cerca de 80 músicas. A curadoria e direção musical é de Luís Filipe de Lima, idealizador e diretor de diversos projetos musicais no centro cultural, como “Samba guardado”, “70 sambas inéditos”, “Brasil de todos os sambas”, “Um século de Noel Rosa”, “Alô? alô… 100 anos de Carmen Miranda”, “Contos de areia”, “70 anos de Clara Nunes” e “Deixa falar, Lupicinio”, entre outros.

Depois de passar por Brasília, o projeto segue para São Paulo, entre 27 e 28 de fevereiro; Belo Horizonte, entre 10 e 13 de março; e Rio de Janeiro, de 17 a 20 de março.

Um século de samba

Local: Teatro I do CCBB Brasília
Endereço: SCES Trecho 2
Ingressos: R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira)
Classificação indicativa: Livres para todos os públicos.

Shows

Sexta (12)
Horário: 21h
Samba de breque e outras bossas: Jards Macalé e Pedro Luis

Sábado (13)
Horário: 21h
Samba novo: Os Prettos e João Martins

Domingo (14)
Horário: 20h
Terreiro e carnaval: Monarco e Nei Lopes

Segunda (15)
Horário: 20h
Partido-alto, samba de fato: Leci Brandão e Tantinho da Mangueira





Source link

Astros do cinema e da música prestigiam desfile de Yves Saint Laurent em Los Angeles


Musicians Beck, Bieber and Jett watch the Saint Laurent fall collection during a fashion show at the Hollywood Palladium in Los AngelesLOS ANGELES (Reuters) – A grife Yves Saint Laurent atraiu celebridades do primeiro escalão no desfile que realizou em Los Angeles na quarta-feira, quando apresentou suas criações para o outono de 2016 no momento em que a cidade norte-americana sedia grandes premiações do cinema e da música. …



Source link

Kanye West lança álbum 'The Life of Pablo'



'The Life of Pablo', disco de Kanye West (Foto: Divulgação/Kanye West)‘The Life of Pablo’, disco de Kanye West (Foto: Divulgação/Kanye West)

O rapper Kanye West lançou na noite desta quinta-feira (11) o disco “The Life of Pablo”, seu nono álbum de estúdio.

O cantor alugou o ginásio do time de basquete New York Nicks, Madison Square Garden, para abrigar a festa de lançamento. O álbum tem dez faixas.

A apresentação do disco foi feita ao vivo em algumas salas de cinema e pelo serviço de streaming Tidal, de Jay Z. Esse é o nono disco de West, o mais recente desde “Yeezus”, de 2013.

Antes mesmo de ser lançado, o disco já causou polêmica apenas pela escolha do nome. West anunciou outros três nomes para o álbum. Escolheu primeiro “So Help me God”. Voltou atrás e optou por “Swish”.

Ao anunciar ter mudado de ideia novamente e selecionar “Waves”, comprou briga com o também rapper Wiz Khalifa, que o acusou de plágiar o nome do movimento criado por Max B.

“Por favor, não pegue a onda. Max B é o único da onda. Ele criou o wave. Não há wave sem ele. Ele é a razão por eu cantar todos meus sons. É a onda. Se não tiver nada com essa sonoridade, Isso não é Wavy”, escreveu Khalifa no Twitter.





Source link

Bruce Springsteen promete revelar fontes de inspiração em autobiografia


Bruce Springsteen durante show em Nova YorkNOVA YORK (Reuters) – O cantor norte-americano Bruce Springsteen irá publicar em setembro sua autobiografia, na qual promete que mostrará aos leitores como as batalhas pessoas inspiraram sua música, incluindo as do clássico "Born to Run", de 1975. Springsteen, de 66 anos, está trabalhando no livro de memórias, também chamado "Born to Run", há sete anos, informou a editora Simon & Schuster nesta quinta-feira, e o volume será lançado mundialmente no dia 27 de setembro. "Escrever sobre você mesmo é um negócio gozado", escreve Springsteen no livro, de acordo com o anúncio desta quinta-feira. …



Source link

Bruce Springsteen promete revelar fontes de inspiração em autobiografia



Bruce Springsteen no Rock in Rio (Foto: Flavio Moraes/G1)Bruce Springsteen no Rock in Rio (Foto: Flavio Moraes/G1)

O cantor norte-americano Bruce Springsteen irá publicar em setembro sua autobiografia, na qual promete que mostrará aos leitores como as batalhas pessoas inspiraram sua música, incluindo as do clássico “Born to Run”, de 1975.

Springsteen, de 66 anos, está trabalhando no livro de memórias, também chamado “Born to Run”, há sete anos, informou a editora Simon & Schuster nesta quinta-feira, e o volume será lançado mundialmente no dia 27 de setembro.

“Escrever sobre você mesmo é um negócio gozado”, escreve Springsteen no livro, de acordo com o anúncio desta quinta-feira.

“Mas, em um projeto como este, o escritor fez uma promessa, a de revelar sua mente ao leitor. Tentei fazer isso nestas páginas”, acrescentou.

A autobiografia irá revelar a luta de Springsteen para se tornar um músico e por que a canção “Born to Run” revela mais do que os fãs imaginavam até hoje, afirmou a Simon & Schuster.

Natural de Nova Jersey, Springsteen e sua E Street Band se tornaram uma das bandas mais icônicas dos Estados Unidos nos últimos 40 anos e ficaram famosos por canções como “Born in the U.S.A” e “Glory Days”, que materializam os sonhos e as decepções dos trabalhadores norte-americanos comuns.





Source link

David Bowie ia ser avô em junho, diz filho mais velho do ídolo pop



Filho mais velho de Bowie anuncia que artista ia ser avô em junhoFilho mais velho de Bowie anuncia que artista ia ser avô em junho (Foto: Reprodução/Twitter)

Morto há um mês, David Bowie ia ser avô em junho, anunciou nesta quarta-feira (10) o filho mais velho do ídolo pop, Duncan Jones.

 

“Faz 1 mês hoje que o papai morreu. Fiz esse cartão para ele no Natal. [O bebê] é esperado para junho. É o círculo da vida. Amo você, vovô”, diz a mensagem de Jones no Twitter, acompanhada de uma imagem em que um bebê diz, de dentro do útero, “estou esperando”.

Diretor dos filmes Contra o Tempo (2011) e Warcraft (2016), Jones é casado com a fotógrafa Rodene Ronquilho. Também pelo Twitter, ela brincou com os amigos após o anúncio do marido. 

“Que vergonha de vocês que pensaram que eu estava muito gorda e não disseram nada, haha”, escreveu.

Bowie morreu em 10 de janeiro após 18 meses de luta contra um câncer. Dois dias antes, quando completou 69 anos, o artista havia lançado seu 25º album “Blackstar”. Na véspera, lançou o clipe “Lazarus”, em que aparece deitado em uma cama de hospital.

A família Bowie vinha mantendo silêncio desde a morte do cantor. Foi a viúva, a atriz Iman Abdulmajid, quem primeiro se pronunciou. No sábado (6), ela publicou a frase “Amor e gratidão” em sua conta no Instagram.

 

 

 

 





Source link

Casa de shows Bataclan será reformada para reabrir no final de 2016



Polícia guarda perímetro da cafeteria da casa de shows Bataclan, em Paris, palco do mais mortal dos ataques simultâneos na cidade na última semana (Foto: Bertrand Guay/AFP)Polícia guarda perímetro da cafeteria da casa de shows Bataclan, em Paris, palco do mais mortal dos ataques simultâneos na cidade, que deixou 130 mortos (Foto: Bertrand Guay/AFP)

A casa de shows Bataclan, onde 90 pessoas foram mortas em 13 de novembro por três jihadistas nos ataques de Paris, será reformada e reabrirá no final de 2016, anunciou a sua direção.

 

“Hoje queremos compartilhar com vocês uma novidade importante: decidimos reformar o Bataclan. Faremos o nosso melhor para receber novos shows antes do final de 2016”, indica um comunicado.

O sócio majoritário do Bataclan, o grupo Lagardère, informou que “fará todo o possível para reabrir a casa até o final de 2016”. As obras, no entanto, ainda não começaram, disse a empresa.

No início de dezembro, os dois diretores históricos da casa, e Olivier Poubelle e Jules Frutos, que também são co-proprietários, já haviam anunciado que queriam uma reabertura em 2016.

O Bataclan é uma das casas de espetáculos mais famosas de Paris, com uma capacidade de cerca de 1,5 mil pessoas.

Localizado no centro-leste da capital, a casa organizava um show dos Eagles Of Death Metal grupo, uma banda de rock americana, quando três jihadistas armados vestindo cintos explosivos entraram e dispararam indiscriminadamente contra o público presente.

Desde sua reinauguração na década de 1970, a casa tornou-se um local popular das noites parisienses, recebendo muitas estrelas da música francesa e internacional.

Construída em 1864 sob o nome “Grand Café chinois – Théâatre Bataclan”, depois reaberta em 1952, seu nome refere-se a Ba-ta-clan, uma opereta de Offenbach. A propriedade é um monumento histórico.





Source link