Spotify aprimora versão gratuita, sob pressão da Apple e Amazon; veja o que muda




Veja as novidades do serviço de streaming mais popular do mundo. Usuário gratuito tem acesso livre a 15 playlists; modo de baixo consumo reduz o uso de dados. Serviço de streaming de música Spotify. Divulgação/Spotify A plataforma de música em streaming Spotify apresentou nesta terça-feira (24) uma nova versão gratuita para smartphones, a fim de fortalecer sua posição de líder no mercado, enquanto Apple e Amazon tentam alcançá-la. “Sabemos que esta é a única forma de atingir nosso objetivo de atrair bilhões de seguidores para a plataforma e fazer com que toda a indústria da música tenha o tamanho que deveria ter, segundo nós”, explicou Gustav Soderstrom, chefe de pesquisa e desenvolvimento da companhia sueca em um evento em Nova York. O executivo explicou que 60% dos assinantes que pagam tinham sido, inicialmente, usuários do serviço gratuito. O serviço gratuito agora terá menos restrições, indicou o Spotify. Até agora, a versão móvel só permitia reproduzir músicas em modo aleatório, e o aplicativo escolhia as canções dentro de uma lista de reprodução. O Spotify, além disso, restringia o número de reproduções para uma mesma canção. Veja as novidades: A nova oferta agora permite que os usuários da versão gratuita escutem a faixa desejada quantas vezes quiserem, contanto que apareça em uma das 15 listas de reprodução personalizadas da plataforma. O usuário poderá acessar canções que não aparecem nestas listas de reprodução, mas terá de voltar ao modo aleatório para reproduzi-las. O Spotify também anunciou o lançamento de um modo de baixo consumo, que pode usar até 75% menos de dados para reproduzir músicas on-line. Por outro lado, o modo gratuito ainda tem desvantagens: O serviço gratuito continuará incluindo anúncios publicitários, diferentemente da versão paga. Não será possível baixar canções para ouvi-las sem conexão à internet, como está disponível na versão paga. O Spotify foi lançado na Bolsa de Nova York em 3 de abril. Nesta terça-feira, sua cotação se situou em 155,65 dólares por ação perto 13h10 (em Brasília), uma queda de 1,51% desde a abertura e de 6,17% em relação ao preço inicial. Daniel Ek, CEO do Spotify, durante evento em Nova York. Shannon Stapleton/Reuters



Source link

George Ezra anuncia show gratuito no Cultura Inglesa Festival em SP no dia 10 de junho




Cantor britânico do hit ‘Budapest’ fará seu primeiro show no Brasil. Iza também vai participar com suas músicas em português e covers em inglês. George Ezra Divulgação O cantor britânico George Ezra vai ser a atração principal do Cultura Inglesa Festival 2018, que acontece no dia 10 de junho no Memorial da América Latina, em São Paulo. O festival tem engrada gratuita. Os ingressos começam a ser distribuídos para o público geral no dia 28 de maio. Será o primeiro show de George Ezra no Brasil. Ele estourou com o single “Budapest”, em 2014, e acaba de lançar o segundo disco, “Staying at Tamara’s”. Outra atração do Cultura Inglesa Festival em 2018 será a cantora brasileira Iza. Ela vai tocar suas músicas, como o hit “Pesadão”, e covers em inglês. A bandas Staff only e Madame Groove também se apresentam. Cultura Inglesa Festival 2018 Data: 10 de junho (domingo) Shows: George Ezra, Iza, Madame Groove e Staff Only Horários: 15h: abertura dos portões; 16h: início dos shows Local: Memorial da América Latina – Praça Cívica Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Próximo à estação de metrô Barra Funda Capacidade: 20 mil pessoas Ingressos: retirada gratuita Datas de retirada: 14 a 27/05 – Retirada exclusiva para alunos e funcionários da Cultura Inglesa; 28/05 a 09/06 – Retirada para o público geral; sujeito a disponibilidade Retirada no site www.livepass.com.br, no aplicativo da Livepass e nas unidades FNAC Paulista, Pinheiros e Morumbi. Veja mais informações no site do festival.



Source link

Show da banda Capital Inicial em Rio Preto está com ingressos à venda




Venda dos ingressos está no segundo lote. Apresentação será no dia 19 de maio. Banda Capital Inicial vai se apresentar em São José do Rio Preto (SP) Alexandre Durão/G1/Arquivo Estão à venda os ingressos para o show da banda Capital Inicial, que vai se apresentar no Centro Regional de Eventos, em São José do Rio Preto (SP) no dia 19 de maio. O cantor Dinho Ouro Preto junto aos músicos vão apresentar os sucessos do grupo, como “Depois da Meia Noite”, “À Sua Maneira”, “Quatro Vezes Você” e “Não Olhe Pra Trás”. A venda dos ingressos está no segundo lote e está sendo feita na internet. O preço da arquibancada é de R$ 50. O valor da área VIP com open bar é R$ 90. Também estão sendo vendidas mesas para oito pessoas em diferentes setores. Serviço O show da banda Capital Inicial será a partir das 22h de sábado, dia 19 de maio, no Centro Regional de Eventos de São José do Rio Preto, localizado na avenida José Munia, 5650. Mais informações podem ser obtidas nos telefones Informações: (17) 3022-1894. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba



Source link

Radiohead em São Paulo; FOTOS




Banda inglesa faz apresentação no Allianz Parque, na capital paulista, em sua segunda passagem pelo Brasil. Thom Yorke, da banda Radiohead, faz apresentação no Allianz Parque em São Paulo neste domingo (22) Celso Tavares/G1 Thom Yorke, da banda Radiohead, faz apresentação no Allianz Parque em São Paulo neste domingo (22). Celso Tavares/G1 Thom Yorke canta no Allianz Parque em São Paulo neste domingo (22) Celso Tavares/G1 Jonny Greenwood durante show do Radiohead no Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (22) Celso Tavares/G1 Show da banda Radiohead no Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (22) Celso Tavares/G1 Thom Yorke, da banda Radiohead, faz apresentação no Allianz Parque em São Paulo neste domingo (22) Celso Tavares/G1 Thom Yorke, da banda Radiohead, faz apresentação no Allianz Parque em São Paulo neste domingo (22) Celso Tavares/G1



Source link

Paula Fernandes agradece irmãos que devolveram mala esquecida em aeroporto: 'Nosso país ainda tem jeito'




Cantora esqueceu bagagem na área de desembarque do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Moradores de São Roque (SP) contam que se surpreenderam quando viram quem era a dona da mala. Paula Fernandes postou vídeo para agradecer dupla que devolveu mala esquecida no aeroporto de Congonhasesqueceu no aeroporto de COngonhas Reprodução/Instagram A cantora Paula Fernandes postou um vídeo de agradecimento após recuperar uma mala que esqueceu no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na segunda-feira (16). A bagagem foi encontrada por dois moradores de São Roque (SP) que ligaram para o número de telefone que estava na etiqueta e avisaram sobre o esquecimento. No vídeo ela agradece os rapazes várias vezes. “Esses dois são a prova de que o Brasil ainda tem jeito. Vocês merecem palmas. Sem palavras, estou chocada”, afirma a cantora. (Veja o vídeo abaixo) Paula Fernandes agradece dupla de São Roque que devolveu mala esquecida em aeroporto Paula Fernandes contou, em seu perfil no Instagram, como aconteceu o esquecimento e o gesto de honestidade que a deixou surpresa. A publicação foi curtida mais de 23 mil vezes: “Agora há pouco pousamos em Congonhas e na correria para colocar as bagagens no carro acabamos esquecendo uma das malas na calçada! Seguimos viagem… De repente, um número desconhecido liga insistentemente no cel (o número estava na tag da mala) e atendemos! Dois rapazes estavam com minha mala e gentilmente nos esperaram para devolvê-la, lá onde a deixamos! Detalhe: eles não sabiam que a mala era minha! É por gestos como este que acredito que nosso país ainda tem jeito! Ninguém perde por ser honesto! Nossa! Muito obrigada Wellington e Udenilton de São Roque! Deus os abençoe!” Initial plugin text Surpresa Em entrevista ao G1, o microempresário Udenilton Almeida de Jesus, de 36 anos, contou que ele e o irmão, o caminhoneiro Wellington Almeida de Jesus, 37 anos, não sabiam que a mala era da cantora quando a encontraram no aeroporto. “A gente tinha acabado de chegar de viagem, estávamos saindo do aeroporto quando vimos que parou um carrão enorme lá na frente. O motorista estava colocando as malas no porta-malas e, de repente, fechou o carro e foi embora, deixando uma para trás.” Ele e o irmão pegaram a mala e ligaram várias vezes para o número que constava na etiqueta. O motorista da cantora atendeu e combinou de buscar a bagagem na frente do aeroporto. Udenilton conta que, quando soube quem era a passageira esquecida, levou um susto. “Ela desceu do carro e a gente não a reconheceu. O motorista que falou que era a Paula Fernandes e na hora deu um choque. Foi bacana não só por ser a mala dela, porque a gente faria isso para qualquer um. Nosso pai nos ensinou a pegar só o que é nosso e não mexer nas coisas dos outros.” Sobre a repercussão do vídeo postado pela cantora na internet, os irmãos garantem que se surpreenderam, mas que ficaram felizes ao ver que tanta gente os parabenizou pela atitude. “É um sentimento que eu vou guardar para o resto da minha vida, vou repassar para a minha filha e o meu irmão para as filhas dele, o quanto a honestidade nos faz bem. É a lei da causa e efeito, se você faz o bem para uma pessoa, você vai receber o bem.”



Source link

Corpo de Dona Ivone Lara é velado na quadra da escola de samba Império Serrano, no Rio




Ela morreu por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Família quer recuperar canções inéditas da sambista. Corpo de Dona Ivone Lara é velado na quadra do Império Serrano Gabriel Barreira / G1 O corpo de Dona Ivone Lara é velado na quadra da escola de samba Império Serrano, na manhã desta terça-feira (17), em Madureira, Zona Norte do Rio. A sambista morreu na noite desta segunda-feira (16) por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Ela estava internada desde sexta-feira (13), data em que completou 96 anos, no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul da cidade. “Ao mesmo tempo que é um dia de muita tristeza temos que celebrar essa carreira maravilhosa. Minha avó foi um ser de luz. Ela era muito humilde, às vezes não tinha noção dessa representatividade dela para a música e para o país. É muito orgulho para mim (ser neto)”, diz André Lara. Segundo ele, as composições inéditas da avó devem ser recuperadas. “Ela sempre compôs e teve muitos parceiros. São coisas que não foram gravadas, músicas que foram resgatadas e finalizamos. Se Deus quiser vamos tirá-las do baú”. “Ela conseguiu ser a maior compositora da história do país, não só do samba. Do país, e sem perder a essência do morro. Ninguém queria entrar no palco depois dela no final dos anos 90. Ela levantava o povo”, diz Marquinhos de Oswaldo Cruz, que comandou homenagem para ela no último sábado, dia em que fez aniversário. Alfredo Lara, filho de Dona Ivone, diz que ela precisou vencer barreiras até mesmo em casa. “Ela ia no samba mas não frequentava, meu pai ficava com ciúme. Quando viu que era a carreira que ela queria seguir, e que todo mundo elogiava, ele aceitou”. O sepultamento do corpo de Dona Ivone Lara está marcado para as 16h30 no cemitério de Inhaúma, na Zona Norte. A cantora e compositora Dona Ivone Lara se apresenta no evento Tim Festival, no auditório do ibirapuera, em São Paulo, em outubro de 2005 Valéria Gonçalvez/Estadão Conteúdo/Arquivo Dona Ivone Lara já vinha apresentando um quadro de anemia e precisou receber doações de sangue. O estado de saúde dela já era considerado bastante grave. No hospital, a família comentou a morte da sambista. “Ela estava sempre procurando um caderninho pra escrever uma música, estava sempre cantarolando pro neto. Até a última semana ela estava super bem, com a cabeça ótima. Ela estava muito fraquinha, mas a cabeça estava ótima”, contou a nora Eliana Lara Martins da Costa. Segundo o colunista Mauro Ferreira, Dona Ivone Lara morreu aos 96 anos e não aos 97 anos, como informam quase todas as fontes, pois nasceu em 1922, não em 1921. A data de 1921 foi forjada pela mãe da artista em 1932 para que ela pudesse ser admitida em colégio interno, cuja idade mínima para o ingresso era 11 anos. O ano de 1921 passou a constar até nos documentos de Ivone, mas ela nasceu de fato em 13 de abril de 1922. Essa questão já foi esclarecida na biografia de Ivone. Conhecida como a “Grande Dama do Samba”, ela nasceu em família de amantes da música popular e enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. Seu maior sucesso é “Sonho meu”, música que estourou nas paradas de sucesso com Maria Bethânia e Gal Costa. A cantora e compositora Dona Ivone Lara durante o Viradão Carioca, no centro do Rio de Janeiro, em abril de 2010 Wilton Júnior/Estadão Conteúdo/Arquivo Initial plugin text



Source link

Veja a repercussão da morte da cantora Dona Ivone Lara




‘A Rainha do Samba deixa o legado de uma dedicação sem igual à música brasileira’, escreveu no twitter a cantora Maria Rita.  A morte da “Grande Dama do Samba” Dona Ivone Lara, na noite de segunda-feira (16), repercutiu entre cantores. Veja nas homenagens abaixo. Arlindinho Cruz, cantor, filho de Arlindo Cruz “Não sei nem dizer o que estou sentindo, um misto de tristeza e alegria… a dona, dama, diva, estrela do samba de luz radiante por tudo que ela fez pelo segmento que hoje vivemos, uma mulher, negra, que venceu todas as batalhas que lutou, e só perdeu uma, uma que ela não poderia ganhar mesmo, na verdade nenhum de nós venceremos. Que a senhora continue sendo luz, e olhe por nós aí de cima, continue com a sua missão de abençoar, ninar, embalar o samba, pra nós uma perda inestimável, pra sua matéria talvez um descanso, morrer? Não acredito em sua morte, hoje você se mudou pra um lugar mais bonito, pois é eterna a nossa eterna mãe baiana. Te amo” Arlindinho Cruz usou o perfil de seu pai, Arlindo, para homenagear Dona Ivone Lara Reprodução / Facebook / Arlindo Cruz Dudu Nobre, cantor “Sonho meu, sonho meu. Vai buscar quem mora longe sonho meu!!! Obrigado por tudo Dona Ivone…” Initial plugin text Maria Rita “Há três dias falamos sobre o aniversário de 97 anos de Dona Ivone Lara. A assessoria da artista confirmou há pouco sua morte no Rio. A Rainha do Samba deixa o legado de uma dedicação sem igual à música brasileira”. Initial plugin text



Source link

Veja vídeos com momentos de Dona Ivone Lara



Cantora morreu no Rio na noite de segunda-feira (16), aos 97 anos. Conheça a história de Dona Ivone Lara Dona Ivone Lara relembra sambas inesquecíveis e fala sobre a carreira Astros da MPB participam de homenagem a Dona Ivone Lara Exposição homenageia Dona Ivone Lara, de 94 anos, na Avenida Paulista Dona Ivone Lara canta ‘Nasci pra sonhar e cantar’ Dona Ivone Lara canta ‘Os cinco bailes da história do Rio’ Dona Ivone Lara canta com Candeia e Clementina de Jesus em roda de samba Dona Ivone Lara relembra sambas inesquecíveis e fala sobre a carreira



Source link

Veja FOTOS com momentos de Dona Ivone Lara




Cantora morreu no Rio, nesta segunda-feira (17), aos 97 anos. Dona Ivone Lara, atração do projeto “Flores em vida”, no CCBB de Brasília Silvana Marques / Divulgação Dona Ivone Lara morreu aos 97 anos Arquivo pessoal Cantores homenageiam Dona Ivone Lara (sentada) ao final da cerimônia de entrega do 21º Prêmio de Música Brasileira, no Theatro Municipal, no Rio, cantando a música ‘Sonho meu’ Henrique Porto / G1 Dona Ivone Lara no Viradão Carioca Rodrigo Vianna / G1 Constelação da MPB se reúne em homenagem a Dona Ivone Lara TV Globo Mostra conta com áudios e vídeos da Dona Ivone Lara Christina Rufatto Dona Ivone Lara lutou para poder seguir a carreira artística. Cedoc / TV Globo



Source link

Kendrick Lamar é o primeiro artista pop a ganhar prêmio Pulitzer de música




Antes do rapper, apenas artistas de jazz e música clássica já tinham ganhado o prêmio. Ele foi consagrado pelo álbum ‘Damn’. Kendrick Lamar se apresenta no Grammy 2018 REUTERS/Lucas Jackson O rapper Kendrik Lamar se tornou o primeiro vencedor do prêmio Pulitzer de música fora da música clássica e do jazz. Ele foi premiado nesta segunda-feira (16) pelo álbum “Damn”. O prêmio Music Pulitzer existe desde 1943, e nestes 75 anos, tinha sempre dado o reconhecimento a um músico erudito ou de jazz. O Pulitzer é mais conhecido por seus prêmios de jornalismo e literatura. Em 2018, uma das vitórias foi da série de reportagens sobre os abusos do produtor de cinema Harvey Weinsten, pelo jornal “The New York Times” e a revista “New Yorker”.



Source link