Apple Watch tem redução de preço e agora custa a partir de R$ 2.599


O Apple Watch foi lançado em outubro no Brasil, e hoje sofreu uma redução mundial de preço: ele está menos caro e custa a partir de R$ 2.599, redução de R$ 300 – claro, ele ainda não é exatamente acessível.

O Apple Watch Sport é feito de alumínio anodizado, e seus preços agora variam entre R$ 2.599 e R$ 2.999. Nos EUA, ele custa entre US$ 299 e US$ 349.

Este modelo ganhou uma nova opção de material para a pulseira: você pode escolher entre borracha ou trama de nylon.

apple watch nylon

O Apple Watch convencional, que tem corpo de aço inoxidável e tela de cristal de safira, também ficou menos caro. Os preços começam em R$ 4.599 (R$ 400 a menos) e vão até R$ 9.099, dependendo da combinação de pulseira e tamanho.

Ele também ganhou novas opções de pulseira, incluindo uma perolada de trama de nylon, e uma estilo milanês na cor preta.

apple watch nylon 2

Já a linha Edition, feita de ouro 18 quilates, manteve os mesmos preços altos: seus oito modelos vão de R$ 80.000 a R$ 135.000.

Na keynote de hoje, a Apple disse que o Watch é o relógio inteligente mais vendido do mundo. A consultoria Canalys diz que foram vendidas 12 milhões de unidades em 2015, ou dois terços de todo o mercado de smartwatches.



Source link

Chico Buarque retira autorização para peças de Claudio Botelho



O ator em cena na peça 'Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos’  (Foto: Pólobh / Divulgação)O ator em cena na peça ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos’ (Foto: Pólobh / Divulgação)

O cantor e compositor Chico Buarque diz que não vai mais autorizar o uso de suas músicas em espetáculos do ator e diretor Claudio Botelho. Neste sábado (19), durante uma apresentação do musical “Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos” em Belo Horizonte, Botelho fez um improviso no qual se referiu à prisão de “um ex-presidente ladrão” e citou “uma presidente ladra”. Parte da plateia reagiu gritando “não vai ter golpe” (clique aqui para assistir), e a sessão foi suspensa. A apresentação do dia seguinte foi cancelada.

“É prerrogativa do autor, amparado por lei, autorizar ou não o uso de sua obra segundo seus próprios critérios. Portanto, neste caso não se aplicam as palavras veto ou proibição, mas sim autorização”, informou ao G1 nesta segunda-feira (21) a assessoria de imprensa de Chico Buarque. “Chico decidiu que a partir de agora não mais autorizará Botelho a usar suas canções em trabalhos futuros.”

Ao jornal “O Globo”, Botelho afirmou ter se sentido “censurado”.

A assessoria de Chico Buarque não soube informar se pretende barrar a estreia da temporada paulistana do espetáculo “Os Saltimbancos Trapalhões – O musical”, programada para junho. O musical, que teve temporada carioca em 2014, usa canções de Chico Buarque. A produção é assinada por Claudio Botelho e Charles Möeller, com quem o diretor e produtor forma a dupla Möeller & Botelho.

Além da peça, está prevista para 2017 uma nova adaptação da história para o cinema, “Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood”. O assessor de Chico Buarque disse ao G1 que o músico não tem a intenção de retirar a autorização para o longa: “Filme é uma obra fechada, então obviamente a orientação de Chico não se aplica a ele”.

Möeller & Botelho são responsáveis por alguns dos maiores sucessos do teatro musical brasileiro recente, como “O Mágico de OZ” (2012), “Hair” (2010) e “Avenida Q” (2009). Os dois também adaptaram outras obras de Chico Buarque, como “Ópera do malandro” (2003) e “Ópera do malandro em concerto” (2006).





Source link

Nubank, conhecida por seu cartão sem anuidade, vai oferecer programa de milhagem



A Nubank é conhecida por oferecer um cartão de crédito sem anuidade e com controle completo via aplicativo – mais de 2 milhões de pessoas já se inscreveram para ter um. Agora, a empresa está se preparando para incluir programas de fidelidade no serviço.

Fontes dizem ao Estadão que funcionários da Nubank fizeram reuniões nos últimos meses com a Smiles (relacionada à Gol) e a Multiplus (relacionada à TAM).

David Vélez, CEO e fundador do Nubank, evita fixar uma data para o lançamento, mas explica ao Estadão porque quer oferecer um programa de fidelidade: “não atendemos os clientes interessados em programas de milhagem, que têm renda mais alta; ainda não chegamos lá”.

Vélez quer um programa de fidelidade mais simplificado que os atuais, para que o cliente veja os pontos recebidos em tempo real e consiga emitir uma passagem sem muitos obstáculos.

O cálculo dos pontos pode ser um entrave. Ele está atrelado à cotação do dólar no fechamento da fatura, por isso é difícil informar o saldo em tempo real. Talvez seja possível mostrar uma estimativa para o cliente, deixando claro que o saldo final de pontos pode mudar.

Em entrevista ao Gizmodo Brasil, Vélez revelou que os cartões Nubank ganhariam um programa de recompensas no futuro:

Nós ainda não temos nada nesse sentido, mas também não temos nada contra recompensa. Entendemos isso como um segmento de mercado diferente. No nosso, já temos mais de 2 milhões de pessoas que já pediram o cartão. E tem um outro que busca recompensas, milhagens, pontuações etc.

Eventualmente, teremos um produto para este tipo de mercado. O que não queremos é fazer algo igual a todo mundo. Queremos ainda entender e criar uma proposta de valor tão diferenciada como o cartão que temos.

Se lançarmos algo nesse setor, deverá ter nossos valores: simplicidade, transparência, eficiência. Hoje em dia, os programas têm uma série de obstáculos, como pontos que expiram ou dias específicos para poder usar a pontuação. Tudo isso vai contra nossa marca e não queremos isso.

Vélez também discutiu parcerias futuras com sistemas de pagamento móvel, como Apple Pay e Samsung Pay, e o recente investimento que fez a empresa ter valor na casa dos US$ 500 milhões – confira a entrevista completa aqui.

[Estadão]

Foto via Facebook



Source link

Meghan Trainor lança clipe de 'No' com letra que ensina a negar cantadas



Meghan Trainor lança clipe de 'No' (Foto: Divulgação)Meghan Trainor lança clipe de ‘No’ (Foto: Divulgação)

Meghan Trainor lançou nesta segunda-feira (21) o clipe “No”, com letra em que ensina mulheres a dizerem não para cantadas de homens.

Assista no YouTube ao clipe de “No”, com Meghan Trainor.

A música faz parte do segundo disco da cantora, “Thank You”. O lançamento do álbum está marcado para 13 de maio.

“Todas as mulheres me escutem, se o rapaz não desiste, lamba seus lábios e mexa seus quadris e você só tem que dizer não. Meu nome é… não. Meu sinal é… não. Meu telefone é… não”, canta Meghan.

“All About That Bass” e “Dear Future Husband” são os dois principais sucessos da carreira da cantora americana de 22 anos.





Source link

Operadoras querem franquia mensal na internet fixa a partir de dezembro, diz MP



O Ministério Público do Distrito Federal suspeita que operadoras como Vivo, NET e Oi passarão a limitar o acesso à internet fixa usando franquias mensais – quem quisesse mais dados teria que comprar pacotes adicionais. Agora, as empresas terão que se explicar.

O MP-DF deu dez dias para que Vivo, Oi e Claro/NET esclareçam a possível intenção de limitar a internet fixa. O promotor Paulo Binicheski diz ao G1 que as operadoras querem adotar a nova regra em dezembro.

Elas terão que explicar como querem cobrar pelos serviços de internet, e encaminhar cópia de contratos e dos materiais publicitários dos últimos 12 meses.

A polêmica teve início em fevereiro, quando a Vivo começou a oferecer novos contratos de banda larga fixa com limite mensal de dados, indo de 10 GB a 130 GB dependendo da velocidade.

A franquia será “promocionalmente” ilimitada até 31 de dezembro, e depois “poderá ocorrer o bloqueio ou redução da velocidade”, diz o contrato. NET e Oi também estipulam franquias para o Vírtua e Velox.

Binicheski diz que a nova limitação terá um efeito negativo para quem usa serviços de streaming, como Spotify ou YouTube. “O usuário normal que usa Netflix, por exemplo, poderá ser onerado demasiadamente – ou compra pacotes adicionais, ou será excluído do serviço”, afirma o promotor ao G1.

A Proteste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, é contra a mudança. “A Anatel não pode se omitir e aceitar essa mudança, porque o consumidor é quem vai sair perdendo. Uma mudança como essa precisa passar por uma ampla discussão antes de ser aprovada. Isso é um retrocesso”, diz Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, ao Olhar Digital.

A Anatel diz que o uso de franquias na internet fixa é previsto pela regulamentação. As operadoras só precisam informar o consumo de dados, e enviar alertas quando o cliente estiver chegando ao limite.

O superintendente de competição da agência, Carlos Baigorri, até sugeriu que uma franquia de dados pode ser benéfica para alguns clientes: “não existe um único consumidor, então para quem está abaixo da média, consome menos, o limite é melhor. E pior para quem consome muito”.

O que dizem as operadoras

A Vivo diz em comunicado que a franquia mensal vale apenas para novos clientes, e que não vai cobrar por excedentes este ano. “À medida que isto vier a ocorrer no futuro, a empresa fará um trabalho prévio educativo, por meio de ferramentas adequadas, para que o cliente possa aferir o seu consumo”, diz a operadora.

No entanto, se um cliente antigo alterar o contrato – por mudar a velocidade da banda larga, por exemplo – ele será enquadrado nas novas regras, e ficará sujeito ao limite mensal.

A NET, por sua vez, lembra que já estabelece uma franquia mensal de consumo, prevista em contrato com o objetivo de “garantir o correto dimensionamento da rede de banda larga para todos os usuários”. Os limites vão de 30 GB (no plano de 2 Mbps) a 200 GB (no plano de 120 Mbps).

A Oi também estipula franquias mensais nos contratos de internet fixa – indo de 20 GB (no plano de 600 Kbps) a 100 GB (no plano de 15 Mbps) – mas diz que “não pratica o corte de navegação de internet”. A TIM não tem franquia de dados na internet fixa.

[G1]

Foto por nrkbeta/Flickr



Source link

iPhone menor, novo iPad e mais: como acompanhar o evento da Apple por streaming



A Apple enviou convites para um evento que ocorrerá nesta segunda-feira (21), com a frase “Let us loop you in”. Esperamos por um novo iPhone de 4 polegadas, e também por um iPad Pro menor e por novidades sobre o Apple Watch. E você pode assistir tudo ao vivo por streaming.

O evento começa às 14h (horário de Brasília), e você poderá acompanhá-lo em apple.com/live. Mas há alguns requerimentos para fazer isso:

– Microsoft Edge em PC rodando Windows 10;

– Safari 6.0.5 ou posterior para Mac OS X 10.8.5 ou posterior;

– Safari no iOS 7 ou posterior;

– Apple TV de segunda ou terceira geração com software 6.2 ou posterior, ou Apple TV de quarta geração (o app Events foi atualizado).

Para a transmissão, a Apple usa a tecnologia HLS (HTTP Live Streaming) que ela mesma criou em 2009, e que é compatível com estes programas. Na lista, estão diversos softwares da própria Apple, mais o VLC, o Microsoft Edge e o navegador Chrome no Android e iOS. (No entanto, o streaming da Apple não funciona nativamente no software do Google.)

Para acompanhar o livestream através do Windows 8/7/Vista ou Linux, é preciso fazer o seguinte:

– baixe o VLC Player neste link, instale e abra o programa;

– clique em Mídia (canto superior esquerdo) > Abrir Fluxo de Rede;

– no campo que aparece, cole o link do livestream – ele ainda não está disponível, mas deve dar as caras no Reddit (atualizaremos o post para incluí-lo).

Você também pode fazer o mesmo no Android: baixe o VLC neste link, toque no botão de antena no canto superior direito e insira a URL do livestream. O vídeo completo do evento estará no YouTube, mas a Apple demora um pouquinho para colocá-lo lá.

No evento, esperamos ver o iPhone SE de 4 polegadas, uma “special edition” com o corpo do iPhone 5s e várias melhorias por dentro; um iPad Pro de 9,7 polegadas, conector inteligente para a capa de teclado e suporte à Apple Pencil; além de novas pulseiras para o Apple Watch. Também esperamos por atualizações para o watchOS e também para o iOS, cuja versão 9.3 deve ser lançada ainda este mês.

A Apple também deve aproveitar a oportunidade para discutir sua disputa judicial com o FBI envolvendo o desbloqueio de um iPhone 5c. A agência diz que precisa obter os dados presos no celular para ajudar na investigação de um ataque terrorista; a empresa diz que isso abriria um precedente perigoso.



Source link

Ator fala 'presidente ladra', plateia diz 'não vai ter golpe' e peça é cancelada



  •  

O ator em cena na peça 'Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos’  (Foto: Divulgação/22 Graus)O ator Claudio Botelho em cena na peça ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos’.
(Foto: Pólobh / Divulgação)

A apresentação do espetáculo “Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos” prevista para a noite deste domingo (20), em Belo Horizonte, foi cancelada por causa de um incidente ocorrido na estreia da peça na noite de sábado (19). A sessão de estreia foi interrompida e suspensa depois de um momento de improvisação em que ator e diretor Claudio Botelho referiu-se à prisão de “um ex-presidente ladrão” e citou “uma presidente ladra”.

Um vídeo na internet mostra o momento em que parte da plateia se manifesta contra as declarações do artista e começa a gritar: “Não vai ter golpe!”, “Não vai ter golpe!”. Havia 982 pessoas na plateia, de acordo com a assessoria de imprensa do Sesc Palladium.

A assessoria de imprensa da Pólobh, produtora local (a peça é do Rio de Janeiro), disse ao G1 que a confusão começou 60 minutos depois do início do espetáculo. A apresentação estava na metade.

Ao jornal ‘O Globo’, Botelho afirmou ter sido “censurado”, que demorou a entender a plateia e que sempre faz um “caquinho” (improviso) com o que está acontecendo no Brasil. 

Em nota, a Pólobh disse que a interrupção ocorreu “devido às reações políticas motivadas pela manifestação de um ator do espetáculo”. O texto ainda diz que “o Sesc em Minas, a Pólobh e demais instituições envolvidas são apartidárias mas, compreendendo o momento pelo qual o País passa atualmente e primando pela segurança de todos, optaram pelo cancelamento da sessão prevista para este domingo, 20/03”. (leia a íntegra da nota no fim deste texto)

Por meio de nota, o Sesc Palladium informou que “em decorrência da manifestação espontânea do diretor e ator do espetáculo ‘Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos’ e em função dos desdobramentos ocasionados por tal atitude, a apresentação de ontem (19/3) foi interrompida e a de hoje (20/3) cancelada.”

O comunicado ainda afirma “que o Sesc em Minas não corrobora com as manifestações políticas de cunho pessoal e respeita as diversas opiniões de seu público, sempre priorizando a segurança de todos” e que “lamentamos o ocorrido e os transtornos gerados”.

 O dinheiro gasto para comprar os ingressos para o espetáculo será devolvido, segundo a assessoria. Para quem comprou o ingresso por meio de cartão, o valor será estornado.

Nota da Pólobh
Nota de Esclarecimento e aviso de cancelamento do espetáculo Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos – Midias Digitais Polo

Informamos que a apresentação da montagem “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos” do último sábado, dia 19, foi interrompida devido às reações políticas motivadas pela manifestação de um ator do espetáculo. Esclarecemos que o Sesc em Minas, a Pólobh e demais instituições envolvidas são apartidárias mas, compreendendo o momento pelo qual o País passa atualmente e primando pela segurança de todos, optaram pelo cancelamento da sessão prevista para este domingo, 20/03. Os valores pagos pelos ingressos serão integralmente devolvidos da seguinte forma:

· Ingressos adquiridos na bilheteria do teatro:
o Por meio de cartão de crédito – Apresentar-se em uma das bilheterias do Sesc Palladium, portando o cartão utilizado para a compra e o ingresso para o estorno;
o Por meio de cartão de débito e dinheiro – Apresentar-se em uma das bilheterias do Sesc Palladium, portando o ingresso e os dados bancários para depósito em conta.
· Ingressos adquiridos pela Ingresso.com:
O estorno será automaticamente realizado por meio do cartão util





Source link

Cachorros e alguns primatas podem ver campos magnéticos, sugere estudo


Alguns animais têm um sentido adicional que os ajuda a detectar campos magnéticos, algo chamado de “magnetorrecepção”. E cientistas europeus descobriram que a molécula responsável por isto também pode ser encontrada nos olhos de cachorros e de alguns primatas, sugerindo que eles são capazes de ver campos magnéticos.

Existe um tipo especial de proteína que permite a certos animais – como aves, insetos, peixes e répteis – regular o “relógio biológico” (ritmo circadiano) e também detectar campos magnéticos, percebendo sua direção, altitude e localização. Essas moléculas sensíveis à luz se chamam “criptocromos”.

Humanos são incapazes de ter esse tipo de percepção, mas alguns mamíferos – como morcegos, toupeiras e ratos – parecem ter essa capacidade; no entanto, a extensão disso ainda é desconhecida.

No primeiro estudo do tipo, pesquisadores do Instituto Max Planck e várias outras instituições investigaram a presença de uma versão desta molécula (chamada criptocromo 1) em retinas de 90 espécies de mamíferos.

fotoreceptor

Imagens da camada do fotorreceptor nas retinas de cachorros e orangotangos. O criptocromo 1 (Cry 1) pode ser visto na imunofluorescência verde. Crédito: Christine Niessner et al., 2016/Nature Scientific Reports

Eles acharam esta molécula em cones sensíveis à cor azul de carnívoros como cachorros, lobos, ursos, raposas e texugos, mas não a encontraram nos olhos de gatos, leões e tigres (felinos têm uma forma diferente de olhar o mundo).

Entre os primatas, foi descoberta a presença do criptocromo 1 em orangotangos, macacos Rhesus e macacos-cinomolgos. Os detalhes foram publicados na Nature Scientific Reports.

Embora seja considerada uma espécie de sexto sentido, a magnetorrecepção é ligada ao sistema de visão dos animais. Os campos magnéticos ativam o criptocromo 1 na retina, ajudando os animais a verem como a inclinação dos campos se alinham com a superfície da Terra.

Como o criptocromo 1 ativo está na parte sensível à luz das células cones dos mamíferos, os pesquisadores suspeitam que isso auxilia na magnetorecepção, e não no ritmo circadiano ou na visão em si.

Ainda não sabemos como cachorros e primatas usam a magnetorecepção, mas as raposas podem dar uma pista: ao caçar, elas têm mais sucesso ao pegar ratos quando eles vão na direção norte. Para os primatas, isto pode ajudá-los com a orientação corporal, ou pode ser um vestígio evolucionário que não é usado.

O próximo passo será provar se esses mamíferos estão influenciando o poder do criptocromo 1, ou se as moléculas estão agindo de outras formas na retina.

[Nature Scientific Reports]



Source link

Decisão sobre custódia do filho de Madonna será tomada em Nova York



Madonna no tapete vermelho do Grammy (Foto: Reuters/Mario Anzuoni)Madonna no tapete vermelho do Grammy (Foto: Reuters/Mario Anzuoni)

A Alta Corte de Londres aceitou encerrar o processo sobre a custódia de Rocco, 15 anos, filho da cantora Madonna, e o caso será decidido pelo tribunal de Nova York.

O caso que confronta a estrela pop e seu ex-marido Guy Ritchie, com quem Rocco se encontra no momento, estava sendo disputado em duas frentes, Londres e Nova York, até que ela decidiu encerrar o processo na corte britânica para tentar acalmar as coisas.

No início de março, o juiz de Nova York decidiu que Rocco deveria continuar com seu pai até que o caso fosse resolvido.

Em um show recente em Auckland, Madonna dedicou a canção “La vie en rose” a Rocco depois de afirmar, muito emocionada, que “não há amor maior que o de uma mãe por seu filho”.

Madonna e Ritchie, um diretor de cinema britânico, foram casados por oito anos, até 2008. Além de Rocco, também têm um filho adotado, David Banda Mwale Ciccone Ritchie.

 





Source link

Se você tem um Kindle comprado antes de 2013, é melhor atualizar


Se você tem um Kindle comprado em 2012 ou antes, fique esperto: há uma atualização crítica para ser instalada, se você quiser continuar usando o e-reader. A data limite para o update é 22 de março.

Segundo um post na comunidade de suporte da Amazon, uma nova atualização é obrigatória para todos aparelhos adquiridos antes de 2013 e que não conectaram à internet desde 5 de outubro de 2015.

>>> Kindle Voyage chega ao Brasil em julho por R$ 899
>>> Kindle Unlimited, o “Netflix para livros”, chega ao Brasil com 700.000 e-books no catálogo

A consequência em deixar o update de lado é não conseguir mais baixar livros Kindle ou usar os outros serviços da plataforma de livros eletrônicos da Amazon, como o Amazon Cloud e a Kindle Store.

Caso você não faça o download até o dia 22 de março, a Amazon permitirá que usuários façam a atualização manualmente. Será necessário baixar um patch e atualizar pelo computador via porta USB.

Abaixo, há um gráfico da Amazon com versões que precisam de update e como a companhia recomenda que você faça o processo (na maioria dos casos por conexão à internet sem fio):

kindle-grafico-update

* Para estes dispositivos, mesmo se você estiver rodando a versão 2.5.8 e se você não se conectou à internet 2G ou 3G desde 5 de outubro de 2015, por favor, conecte-o o mais rápido possível.

** Para estes dispositivos, mesmo que seu dispositivo tenha 3G embutido, você precisará conectar-se a uma rede Wi-Fi para receber a última atualização de software.

Esta atualização serve como um bom lembrete para que os usuários mantenham o aparelho atualizado, e que se você compra livros e os deixa na nuvem, pode ser que você não tenha mais acesso a eles.

[Amazon, Engadget]



Source link